Rosa Grilo gastou todo o dinheiro das poupanças até o corpo de Luís Grilo ter sido encontrado

Rosa Grilo gastou 10 mil euros desde o dia em que Luís Grilo morreu até o seu corpo ser encontrado.

Rosa Grilo, detida preventivamente no estabelecimento prisional de Tires sob a acusação de ter matado o marido Luís Grilo, terá gasto todo o dinheiro que se encontrava em contas poupanças que tinha com o triatleta, avança o Correio da Manhã.

LEIA MAIS: Filho de triatleta não quer ficar com avós maternos

A arguida terá gasto 10 mil euros entre o dia em que a vítima morreu, dia 15 de julho, e o dia em que o corpo de Luís foi encontrado, 24 de agosto. Segundo a mesma publicação, esse dinheiro, gasto em menos de 40 dias, foi utilizado essencialmente para pagar fins-de-semana com o amante, António Joaquim, detido também pela suspeita de ter ajudado Rosa na execução do homicídio.

As cópias dos extractos bancários destes movimentos já terão sido anexados como provas ao caso pela Polícia Judiciária.

LEIA MAIS

Euromilhões de 151 milhões | Esta é a chave vencedora

Corpo de Emiliano Sala regressa a casa: «Vamos poder dar-lhe a homenagem que merece»

Quatro crianças encontradas cobertas de fezes e subnutridas numa jaula

Previsão do tempo para quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Rosa Grilo gastou todo o dinheiro das poupanças até o corpo de Luís Grilo ter sido encontrado

Rosa Grilo gastou 10 mil euros desde o dia em que Luís Grilo morreu até o seu corpo ser encontrado.