Português na Venezuela que perdeu a filha aguarda ajuda prometida pelo Estado

Manuel Osvaldo Pereira continua a aguardar a ajuda prometida pelo Estado Português no pagamento das despesas referentes aos tratamentos da filha, que acabou por falecer a 14 de fevereiro.

Português na Venezuela que perdeu a filha aguarda ajuda prometida pelo Estado

Manuel Osvaldo Pereira continua a aguardar a ajuda prometida pelo Estado Português no pagamento das despesas referentes aos tratamentos da filha, que acabou por falecer a 14 de fevereiro.

O português Manuel Osvaldo Pereira vive com a família na Venezuela e, em fevereiro deste ano, pediu ajuda monetária para salvar a vida da filha de 33 anos, Carina da Silva. Hospitalizada nos Cuidados Intensivos do Instituto Médico La Floresta, em Caracas, desde 22 de dezembro de 2018, depois de ter sofrido «um derrame de sangue demasiado forte», a jovem acabou por falecer a 14 de fevereiro. Desde dezembro, gastou «mais de 50 mil dólares» para ajudar a filha. Sem recursos financeiros e, consequentemente, sem forma de obter os medicamentos de que a filha precisava, Manuel Osvaldo pediu ajuda ao Estado, que fez chegar os medicamentos necessários para ajudar Carina. No entanto, apesar das ajudas monetárias e dos medicamentos, enviados também de várias partes do Mundo, a jovem não sobreviveu e Manuel Osvaldo Pereira  tem pela frente, além do luto, uma imensidão de contas para pagar.

Português conta que o Consulado na Venezuela terá prometido pagar as despesas, mas até agora não recebeu qualquer ajuda

À WiN, Portal de Notícias Impala, o português conta que o Consulado português na Venezuela terá prometido pagar todas as despesas médicas, referentes aos tratamentos feitos por Carina, mas até agora não recebeu quaisquer ajudas. Um mês depois do falecimento da filha, tem ainda a pagar «cerca de 8 mil e tal euros» aos médicos que cuidaram de Carina. Contactado pela WiN, o Cônsul de Portugal na Venezuela, Licínio Bringue do Amaral, remeteu as respostas para o Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, que, até ao momento, não teceu qualquer tipo de comentário sobre este caso.

LEIA MAIS

Cerca de mil membros das forças policiais da Venezuela desertam para a Colômbia

Lisboa com passe de transportes a 10 euros em abril

Vários mortos confirmados no tiroteio na Holanda. Suspeito continua em fuga [fotos]

Texto: Marisa Simões | WiN

Impala Instagram


RELACIONADOS