Morreu a jovem portuguesa que precisava de medicação na Venezuela

Manuel Osvaldo Pestana Pereira, um português emigrante na Venezuela, pediu ajuda para salvar a vida da filha, Carina da Silva. Os medicamentos chegaram, mas já não foi possível salvar a vida da jovem.

Morreu a jovem portuguesa que precisava de medicação na Venezuela

Manuel Osvaldo Pestana Pereira, um português emigrante na Venezuela, pediu ajuda para salvar a vida da filha, Carina da Silva. Os medicamentos chegaram, mas já não foi possível salvar a vida da jovem.

Carina Pestana da Silva, de 33 anos, que estava hospitalizada nos Cuidados Intensivos do Instituto Médico La Floresta, em Caracas, desde 22 de dezembro, morreu hoje, relata ao nosso site o pai da jovem, Manuel Osvaldo Pestana Pereira. Depois de ter sofrido «um derrame de sangue demasiado forte», a jovem lutava pela vida enquanto os pais contraíam dívidas para a ajudar. Tal como nos relata Manuel, esta terça-feira, dia 13, terão chegado medicamentos provenientes de Portugal, mas já não foi possível salvar a vida de Carina.

Carina morreu 12 anos depois de luta

Há cerca de 12 anos, Carina descobriu que tinha um problema de saúde que a fazia perder sangue pelo Cólon. No entanto, o estado de saúde da jovem «estava controlado», uma vez que a família conseguia trazer medicamentos de Portugal, inexistentes na Venezuela. Tudo muda quando, a 25 de dezembro de 2018, Carina é operada de urgência para que lhe seja retirado o Cólon. Depois da operação, que se acreditava amenizar o problema de saúde, outras complicações começaram a surgir. Em menos de dois meses, Manuel Osvaldo gastou «mais de 25 mil euros» para ajudar a filha e em entrevista ao nosso site, pedia ajuda.

LEIA MAIS

Monstro assassino tiranossauro rex visto em Lisboa [vídeo]

Culturista bebe a própria urina para «manter o corpo esculpido»

Mulher dá à luz gémeos de pais biológicos diferentes

Impala Instagram


RELACIONADOS