Pitbull protege e devolve bebé de 2 anos desaparecida há 48 horas

Confiada à avó toxicodependente, bebé de dois anos desapareceu de casa. Regressou 48 horas depois, trazida pela cadela da família, uma pitbull, que tomou conta dela e a devolveu sã e salva.

Pitbull protege e devolve bebé de 2 anos desaparecida há 48 horas

Confiada à avó toxicodependente, bebé de dois anos desapareceu de casa. Regressou 48 horas depois, trazida pela cadela da família, uma pitbull, que tomou conta dela e a devolveu sã e salva.

Charlee, bebé de dois anos, foi confiada à avó. A mulher, contudo, é toxicodependente. Aproveitando um momento em que a neta adormecera, afastou-se de casa, julga-se que para ir comprar e consumir drogas. A criança ficou sozinha e, quando acordou e não encontrou a avó, saiu. Numa questão de minutos, desapareceu. Mas alguém, no entanto, decidiu segui-la: a cadela da família, de raça pitbull. A bebé foi vista por alguns vizinhos a sair de casa e a dirigir-se para o bosque.

LEIA DEPOIS
Barriga de aluguer engravida de gémeos e descobre que um é dela [vídeo]

Avô alertou a polícia para o desaparecimento de Charlee e do cão pitbull

Ao regressar a casa e ao não encontrar a neta, a mulher alertou de imediato a Polícia. Relatou às forças de segurança por telefone que a neta, de dois anos, tinha desaparecido. E que além da criança também não havia sinais da cadela pitbull. As autoridades deslocaram-se prontamente à morada. Temendo o pior, a população vizinha já se tinha, entretanto, mobilizado. Organizaram-se em grupos e iniciaram buscas pela bebé e pela cadela. Os arredores são «muito perigosos», explica um dos agentes chamados ao local. «Principalmente para uma criança de dois anos. Ataques provocados por cobras venenosas são comuns nesta área», refere a fonte policial. A existência de «piscinas naturais na mata» era outro perigo que exigia «buscas imediatas». Charlee tinha de ser encontrada rapidamente.

O regresso de Charlee a casa

Apesar das longas horas de busca pela criança, não havia sinais dela nem da pitbull vista a acompanhá-la em direção à mata. Dois dias depois do desaparecimento, a esperança começou a dar lugar ao desespero. Seria muito improvável que uma criança de dois anos sobrevivesse às extremas condições de uma zona selvagem como aquela. A avó trancara-se entretanto em casa, passando horas a rezar, quando, através da janela, viu a sua pitbull emergir da densa vegetação. Charlee, todavia, não estava com ela, mas num segundo momento um vizinho vislumbrou uma criança loura. Era Charlee. A criança tinha rosto cansado, mas, apesar de tudo, estava em boas condições. Charlee tinha finalmente regressado a casa.

Relato da criança leva polícia a concluir: a cadela protegeu-a nas 48 horas de desaparecimento

Graças ao interrogatório que as autoridades fizeram à criança, foi possível concluir que «a pitbull protegeu a criança durante os dois dias de desaparecimento» e que foi «provavelmente graças à cadela que a criança encontrou o caminho de casa». O animal – de raça considerada perigosa – «protegeu Charlee dos animais perigosos daquele habitat selvagem». Mais tarde, a própria avó testemunhou que a cadela «sempre se mostrou protetora de Charlee». Mas «ninguém imaginaria que o sentido de proteção» da pitbull chegasse tão longe.

LEIA MAIS

Previsão do tempo para quarta-feira, 29 de maio
Criança salva mãe de assalto à mão armada [vídeo]
Ateiam fogo a sem-abrigo e publicam vídeo nas redes sociais [vídeo]

Impala Instagram


RELACIONADOS