Corpo de modelo que insultou Putin encontrado um ano depois

As autoridades russas encontraram o corpo da modelo Gretta Vedler dentro de uma mala no interior de um carro, um ano depois de ter desaparecido.

Corpo de modelo que insultou Putin encontrado um ano depois

Corpo de modelo que insultou Putin encontrado um ano depois

As autoridades russas encontraram o corpo da modelo Gretta Vedler dentro de uma mala no interior de um carro, um ano depois de ter desaparecido.

As autoridades russas encontraram o corpo da modelo e influencer russa Gretta Vedler dentro de uma mala no interior de um carro. Gretta foi encontrada sem vida um ano após o seu desaparecimento, ocorrido dias depois de partilhar nas redes sociais um texto com críticas ao presidente russo Vladimir Putin, apelidando-o de “psicopata”. De acordo com o Daily Star, apesar das críticas, a morte não estará relacionada com a publicação. O homicídio da modelo de 23 anos foi assumido por um ex-namorado, Dmitry Kotovin. O homem assumiu ter estrangulado a ex-companheira, colocado o corpo no porta-malas de um carro, tendo depois abandonado o veículo em Lipetsk.

Dmitry confessou ter matado a ex-namorada por dinheiro. Além disso, também revelou ter feito várias publicações nas redes sociais com a conta da antiga namorada para que os amigos, familiares e autoridades russas achassem que ela simplesmente tinha fugido. O post de Gretta Vedler com críticas a Putin foi partilhado em janeiro de 2021, pouco antes de ser dada como desaparecida. A proximidade entre os dois ocorridos resultou em suspeitas internacionais de um possível crime político.

Gretta diz que Putin foi humilhado durante a infância

Vedler escreveu na publicação uma análise sobre a personalidade do presidente russo: “Por causa das várias humilhações sofridas por Putin durante a infância, não podia defender-se por culpa da sua forma física, não é surpresa para ninguém que ele tenha deixado a faculdade de direito para entrar no KGB. Pessoas assim são tímidas e medrosas desde pequenas, têm medo de barulho, da escuridão e de estranhos (…) Na minha opinião, está clara a sua psicopatia ou sociopatia”, começou por escrever.

“Para psicopatas é importante viver sempre numa sensação de realização e plenitude. Eles amam riscos, experiências intensas, comunicações intensas e uma vida dinâmica e intensa. Talvez ele até queira a integridade da Rússia e queira o melhor para os russos. Mas ele pode fazer alguma coisa? Acho que vocês sabem a resposta”, concluiu.

Fotos: Reprodução redes sociais

Pode interessar-lhe ler depois
Jacqueline Durand foi atacada e mordida 800 vezes por dois cães – um pitbull e um pastor alemão. “Senti a pele pendurada no rosto. Achei que ia morrer”, revela. [… continue a ler aqui]

Impala Instagram


RELACIONADOS