Aliia Roza, a espiã de Putin treinada para seduzir e usar sexo para manipular os alvos

Aliia Roza diz ter sido transformada pelo regime de Putin num soldado perfeito que usava a sedução e o sexo para manipular os alvos.

Aliia Roza, a espiã de Putin treinada para seduzir e usar sexo para manipular os alvos

Aliia Roza diz ter sido transformada pelo regime de Putin num soldado perfeito que usava a sedução e o sexo para manipular os alvos.

Esta parece ser uma daquelas histórias saídas de um filme de espiões. Só que é contada na primeira pessoa por Aliia Roza. Uma mulher russa, de 37 anos, que diz ter sido transformada no soldado perfeito quando tinha apenas 18 anos. Revela ainda ter estado ao servido do presidente Vladimir Putin e que era uma espiã especializada em técnicas de sedução. Sendo que tinha como missão seduzir os seus alvos recorrendo ao “melhor sexo” que aprendeu na academia militar.

Poderá interessar-lhe ler depois
Antiga atleta olímpica, que abandonou o mediatismo depois do final da carreira, é apontada como a amante secreta de Vladimir Putin (… continue a ler aqui)

Aliia Roza conta também que era especialista em armas e artes marciais. Agora, a mãe de um menino, vem a público revelar a sua história. Dizendo ser um das poucas mulheres nascidas na URSS que recebeu treino especial. De modo a tirar partido da aparência física para manipular os alvos, de quem obtinha informações secretas. “A educação sexual foi muito importante porque tens de ser o melhor amante. Caso contrário como iria seduzir?”, diz ao The Sun.

“A educação sexual foi muito importante porque tens de ser o melhor amante”

“Ou podias seduzir, mas o processo sexual não seria tão bom. Então, o teu alvo não passa a ser teu e não te dá nenhuma informação”, prossegue. “É preciso fazer com que essa pessoa seja boa para ti, mas também que se apaixone e dê a informação que queres. Porque essa pessoa tem de confiar em ti”, explica. Defendendo que a melhor maneira de ganhar confiança de outra pessoa é com recurso ao sexo.

Última missão de Aliia Roza foi um fracasso

Aliia Roza, que agora é uma empresária de sucesso no ramo das relações públicas, refere ainda que a sua última missão foi seduzir o cabecilha de um gangue. Que seduziu para que ficasse apaixonado por si. A missão acabou por correr mal quando a sua identidade foi revelada. Acabou espancada numa floresta e só não morreu por intervenção daquele que era o seu alvo. Allia diz ainda que o homem acabou assassinado meses depois.

O desfecho desta missão levou a que Aliia Roza colocasse um ponto final da vida de espiã. Em 2006 casou-se com um oligarca russo com quem teve um filho. O marido acabou preso e Aliia fugiu da Rússia, tendo mudado de nome. Andou pela Turquia e outros países da Europa antes de se mudar para Beverly Hills, na Califórnia, Estados Unidos da América.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS