Coronavírus: 242 mortos nas últimas 24 horas na província chinesa de Hubei

A província chinesa de Hubei, centro da epidemia do novo coronavírus, registou 242 mortos nas últimas 24 horas, fazendo aumentar para 1310 o número total de óbitos naquela província.

Coronavírus: 242 mortos nas últimas 24 horas na província chinesa de Hubei

Coronavírus: 242 mortos nas últimas 24 horas na província chinesa de Hubei

A província chinesa de Hubei, centro da epidemia do novo coronavírus, registou 242 mortos nas últimas 24 horas, fazendo aumentar para 1310 o número total de óbitos naquela província.

A Comissão Provincial de Saúde de Hubei (centro do país) indicou que o número de mortos devido ao novo coronavírus na província é agora de 1310. O número de mortos registado nas últimas 24 horas em Hubei ultrapassa o anterior recorde de mortes ocorrido em 10 de fevereiro (103 mortes). Nas últimas 24 horas, até à meia-noite de quarta-feira (hora local), as autoridades registaram mais 14.840 novos casos da infeção em Hubei, cuja capital é Wuhan.

LEIA DEPOIS
Zero apoia restrições ao trânsito na Baixa de Lisboa mas quer mais

“Estamos a acumular experiência em diagnóstico e tratamento”

A Comissão Provincial de Saúde indicou que o aumento do número de casos é devido a uma nova definição mais ampla de infeção. Uma radiografia ao tórax dos casos suspeitos pode ser considerada suficiente para diagnosticar o vírus, em vez de testes padrão de ácido nucleico, disseram as autoridades, citadas pela agência de notícias France-Presse.

Esta nova metodologia torna possível fornecer um tratamento aos pacientes “o mais rapidamente possível” e “ser consistente” com a classificação usada nas outras províncias chinesas, explicou. “A nossa compreensão da pneumonia causada pelo novo coronavírus está a aprofundar-se e estamos a acumular experiência em diagnóstico e tratamento”, sublinhou.

Europa planeia implementar controlo nas fronteiras

Comissão Europeia defendeu hoje a adoção de «medidas proporcionais» ao risco de propagação do novo coronavírus na União Europeia (UE), que podem passar por controlos nas fronteiras no espaço comunitário se a situação piorar. Falando aos jornalistas à entrada para reunião extraordinária de ministros da Saúde da UE sobre o novo surto, o comissário europeu responsável pela Gestão de CrisesJanez Lenarcic, indicou que o executivo comunitário vai incentivar à adoção de «medidas proporcionais» na União.

LEIA MAIS
Meteorologia: Previsão do tempo para esta quinta-feira, 13 de fevereiro
Carnaval | Função pública com tolerância de ponto mas com exceções

Impala Instagram


RELACIONADOS