Reclusa em Matosinhos acusa guarda prisional de engravidá-la

A reclusa de cadeia de Matosinhos não tem saídas precárias nem visitas íntimas está grávida de três meses e acusa guarda prisional de a ter engravidado.

Reclusa em Matosinhos acusa guarda prisional de engravidá-la

Reclusa em Matosinhos acusa guarda prisional de engravidá-la

A reclusa de cadeia de Matosinhos não tem saídas precárias nem visitas íntimas está grávida de três meses e acusa guarda prisional de a ter engravidado.

Uma reclusa da cadeia de Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos, está grávida de três meses. Detida há vários anos, não teve qualquer saída precária, nem recebe visitas íntimas desde que, em março, foram instauradas as medidas de prevenção à covid-19. A mulher acusa o pai do bebé é um guarda prisional daquele estabelecimento.

LEIA DEPOIS
Casos de covid-19 em “montanha-russa até ao Natal”

Guarda prisional de Matosinhos nega acusação

O caso gera incómodo na cadeia e a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) abriu um inquérito. “Decorre um processo de inquérito aos factos, nada mais se tendo, por ora, a acrescer”, responde o organismo, confrontado pelo CM. O guarda em causa garantirá que não é ele o pai da criança e nega a acusação de que é alvo.

LEIA AGORA
Julgado por tentar matar ex-namorada e amiga com caçadeira

Impala Instagram


RELACIONADOS