Polícia francesa lança gás pimenta a manifestantes em protesto contra as alterações climáticas

No dia em que Paris bate o recorde de temperaturas mais altas, que chegam aos 45.º, a polícia francesa lança gás pimenta a manifestantes em protesto contra as alterações climáticas

Polícia francesa lança gás pimenta a manifestantes em protesto contra as alterações climáticas

Polícia francesa lança gás pimenta a manifestantes em protesto contra as alterações climáticas

No dia em que Paris bate o recorde de temperaturas mais altas, que chegam aos 45.º, a polícia francesa lança gás pimenta a manifestantes em protesto contra as alterações climáticas

A polícia francesa usou gás pimenta para afastar um grupo de manifestantes que protestavam contra as alterações climáticas, em Paris. Esta ação da polícia acontece numa altura em que aquele país bate recorde de temperaturas mais altas, chegando aos 45 graus.

Os manifestantes do grupo Extinction Rebellion estavam a bloquear uma rua, em Paris, e acabaram por ser removidos à força pelas forças de segurança. Não há relatos de feridos.

Vaga de calor obriga França a ativar alerta vermelho pela primeira vez

O serviço meteorológico francês ativou pela primeira vez o alerta de calor extremo, com quatro departamentos no sul colocados no nível vermelho de vigilância devido às previsões de temperaturas de 42 a 45 graus nos próximos dias.

Criado a seguir à vaga de calor de 2003 e nunca ativado antes, o alerta foi ativado esta tarde pelo Méteo France e está em vigor até à tarde de sexta-feira em quatro regiões situadas no sul do país: Bouches-du-Rhône, Gard, Hérault e Vaucluse. Este serviço estima que as temperaturas possam atingir os 45 graus Celsius nessas regiões, alertando que o fenómeno de calor extremo será «intenso».

Entre alguns dos pontos mencionados pela Méteo France num aviso aos cidadãos está o facto de esta onda de calor afetar toda a população e não apenas as pessoas consideradas mais vulneráveis. «Cada um de nós está ameaçado, mesmo as pessoas que estão de boa saúde» refere o site da instituição

Calor só abranda a partir de domingo

O resto do país permanece em alerta laranja e as previsões mostram que esta onda de calor só vai abrandar a partir de domingo. Este episódio de calor fez com que a circulação diferenciada fosse ativada em grandes cidades como Paris, fazendo com que apenas circulem carros com matrículas recentes e menos poluentes.

Transportes aceitam de forma gratuita cancelamento de reservas de bilhetes devido ao calor

Ao mesmo tempo, os comboios franceses estão a aceitar, de forma gratuita, cancelamentos de reservas e mudanças de bilhetes devido ao calor.

Os alertas para o consumo de água e outros conselhos à população continuam a ser difundidos pelos meios de comunicação e nos transportes. Algumas cidades, um pouco por todo o país, decidiram mesmo fechar as escolas durante esta quinta e sexta-feira devido ao calor extremo.

LEIA MAIS
Tempo quente no fim de semana, mas não em todo o País
Previsão do tempo para amanhã

Impala Instagram


RELACIONADOS