Orgasmo ao «raio X» – Manual para chegar lá melhor e mais vezes

Orgasmo ao «raio X» – Manual para chegar lá melhor e mais vezes

O orgasmo provoca um sem-número de sensações e pode ser experimentado de forma diferente por cada pessoa. Mais intenso, múltiplo ou menos prolongado, é demasiado bom para não repetir.

Do grego orgasmós, quer dizer «movimento impetuoso dos humores». A palavra orgasmo significa o «ponto mais alto da excitação de um órgão e, particularmente, dos órgãos sexuais». Ou, também na Língua portuguesa, o «grau máximo do prazer sexual».

Mas chega de Línguas. Na prática, orgasmo tem muito mais significado, por representar (quase sempre) o objectivo final de uma relação sexual e transmitir sensações indescritíveis por todos os que o experimentam.

LEIA MAIS: Por que TRAEM as mulheres

Tanto nos homens como nas mulheres, este estado de clímax causa transformações no nosso corpo, mas não é caracterizado individualmente da mesma forma.

Aliás, é sentido de forma diferente por cada pessoa e até de cada vez que ele existe. Apesar de durar poucos segundos, faz valer a pena horas de actividade sexual…

O orgasmo representa o estado de maior excitação durante o ato sexual ou a masturbação. Porém, em homens e mulheres causa sensações distintas. No caso deles, o orgasmo tem um período de duração mais curto.

A mecânica do clímax e a ejaculação feminina

O homem chega ao extremo de excitação mais rapidamente, seguindo-se a ejaculação. Depois, entra na fase de resolução. Durante este pico de excitação, muitos sentem tremores na zona abdominal, aceleração dos batimentos cardíacos e suam.

Já no caso feminino, o orgasmo é mais complexo. Além do período de duração ser bem mais extenso do que no homem, vai diminuindo lentamente.

Na altura em que começam a ficar excitadas, as mulheres tendem a libertar um líquido lubrificante e, mesmo no momento do orgasmo, algumas expelem em muito maior quantidade essas mesmas secreções (é daqui que surge o termo «ejaculação feminina»).

LEIA MAIS: 7 situações em que deve ir de imediato ao ginecologista

Na maioria dos casos, a mulher sente a aceleração dos batimentos cardíacos, arrepios pelo corpo fora e tremores na zona abdominal. À parte das manifestações físicas – o orgasmo é controlado pelo sistema nervoso autónomo e acompanhado por ciclos de rápidas contracções musculares nos músculos pélvicos inferiores, que rodeiam os órgãos sexuais e o ânus –, homens e mulheres entram num estado geral de euforia e, geralmente, gemem ou gritam durante o orgasmo.

Sémen, um exército de espermatozóides

O sémen, expelido pelo homem no auge do orgasmo, é um líquido denso, gelatinoso, branco-acinzentado e opalino. Composto por uma mistura de secreções testiculares, vesículas seminais, próstata e glândula de Cowper, o esperma contém entre 200 milhões a 600 milhões espermatozóides em cada ejaculação.

A chamada ejaculação feminina é caracterizada pela libertação de líquidos pelas glândulas de Skene e expulsão pela uretra durante o orgasmo. Este ‘esperma’ feminino tem uma tonalidade clara, sendo, por vezes, viscoso, ralo e geralmente sem odor.

Orgasmo: chegue lá mais facilmente

Muitas mulheres ainda se queixam de não conseguirem chegar, facilmente, ao clímax no ato sexual. Para atingir o melhor dos orgasmos, aqui tem um pequeno manual para chegar lá melhor e mais vezes

● Conheça os seus pontos eróticos. Toque-se durante o banho ou quando vai dormir. Essas são as alturas em que está mais relaxada;

● Com um vibrador e lubrificante, massaje o clítoris com movimentos circulares e de baixo para cima. Depois, penetre-o na vagina lentamente e, a pouco e pouco, vá adicionando mais rapidez;

● Peça ao seu parceiro para prolongar os preliminares e para lhe tocar nos seus pontos mais erógenos;

● Peça para ele lhe fazer sexo oral e concentre-se no prazer que lhe proporciona;

● Liberte-se de preconceitos e experimente as suas fantasias.

LEIA MAIS: Esta famosa faz revelações sobre sexo anal [e garante «orgasmos fantásticos»]


RELACIONADOS

Orgasmo ao «raio X» – Manual para chegar lá melhor e mais vezes

O orgasmo provoca um sem-número de sensações e pode ser experimentado de forma diferente por cada pessoa. Mais intenso, múltiplo ou menos prolongado, é demasiado bom para não repetir.