Morte agoniante para a professora acusada de violar aluno de 12 anos

Acusada de violar um aluno de 12 anos, acabou por casar-se com ele. O casamento durou até à morte dela, aos 58 anos. Últimos dias de vida de Mary Kay Letourneau foram agoniantes.

Morte agoniante para a professora acusada de violar aluno de 12 anos

Acusada de violar um aluno de 12 anos, acabou por casar-se com ele. O casamento durou até à morte dela, aos 58 anos. Últimos dias de vida de Mary Kay Letourneau foram agoniantes.

Mary Kay Letourneau, ex-professora do ensino secundário de Seattle que estava no centro de um escândalo nacional nos anos 90, quando admitiu ter tido um relacionamento sexual com uma estudante de 12 anos, morreu. A mulher faleceu aos 58 anos após uma batalha de meses contra um cancro. A natureza exata do tumor ainda não foi divulgada. Letourneau era uma professora de 34 anos na Escola Shorewood Elementary, em 1996, quando manteve relações sexuais com o aluno do sexto ano Vili Fualaau.

LEIA DEPOIS
Suspeita de matar filho autista em Mirandela também se atirou ao poço

Fualaau tomou conta de Mary 24 horas por dia até ao momento da morte dela

O casal com as duas filhas
O casal, Mary e Vili, com as duas filhas

Cumpriu sete anos de prisão por acusações de violação infantil e deu à luz a segunda de duas filhas com Fualaau ainda na prisão. Após a libertação, Fualaau, já adulto, solicitou a anulação da ordem de restrição, para que pudessem voltar a ver-se. Letourneau e Fualaau casaram-se em 2005, mas a união não durou. O casamento foi interrompido em 2017 quando Fualaau pediu o divórcio. Embora o casal se tenha divorciado, Fualaau tomou conta da ex-mulher 24 horas por dia até ao momento da morte dela.

LEIA AGORA
Mãe acusada de mutilação genital da filha de dois anos na Amadora

Impala Instagram


RELACIONADOS