Homem finge ser agente da PSP para extorquir 10 mil euros

Burlão criou conta falsa no Facebook para enganar a vítima, levando-a a crer que decorria um processo-crime contra si sobre suposta pertença a gangue de assaltantes.

Homem finge ser agente da PSP para extorquir 10 mil euros

Homem finge ser agente da PSP para extorquir 10 mil euros

Burlão criou conta falsa no Facebook para enganar a vítima, levando-a a crer que decorria um processo-crime contra si sobre suposta pertença a gangue de assaltantes.

Um homem, de 32 anos, criou um perfil falso no Facebook, fingindo ser agente da PSP, para extorquir perto de dez mil euros sob o pretexto de proteger a vítima de supostos processos-crime relacionados com um temível gangue de assaltantes. Acabou por ser denunciados e detido pela Polícia Judiciária.

Segundo a acusação do Ministério Público, o arguido “criou e utilizou um perfil falso do Facebook, em nome de um terceiro, seu amigo e agente da PSP”, através do qual conseguiu extorquir vários milhares de euros à vítima, “ludibriando-a e ameaçando-a para o efeito”. O burlão “fez crer à vítima que processos-crime a correr contra a mesma, relacionados com um grupo perigoso de assaltantes, afirmando poder ‘safá-los dos mesmos’, mediante a entrega de contrapartidas monetárias”.

Várias tranches

Para alcançar este objetivo, “intimidou a vítima através de ameaças via Facebook, assim conseguindo receber dela quantias em dinheiro, em várias tranches”. De acordo com o CM, o arguido terá efetivamente enteado contactos, mas a vítima nunca chegou a entregar-lhe qualquer verba. O processo de inquérito foi dirigido pelo Ministério Público da 1ª Secção das Caldas da Rainha do Departamento de Investigação e Ação Penal da comarca de Leiria.

A investigação contou com a colaboração da Polícia Judiciária de Leiria, que deteve o indivíduo, sobre quem foi deduzida agora a acusação pela prática dos crimes de falsidade informática e extorsão.

LEIA AINDA
Menor autista violado no ginásio por colega de escola
Menor autista violado no ginásio por colega de escola
Agressor já tem cadastro por crime idêntico. A Judiciária conseguiu ainda apurar que já antes teriam ocorrido abusos sexuais, quando ambos eram colegas numa escola profissional. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS