Freira ‘radical’ encontrada morta em casa em São João da Madeira

Antónia Pinho, uma freira de 61 anos, foi encontrada morta numa casa na Rua da Arrifana, em São João da Madeira.

Freira 'radical' encontrada morta em casa em São João da Madeira

Freira ‘radical’ encontrada morta em casa em São João da Madeira

Antónia Pinho, uma freira de 61 anos, foi encontrada morta numa casa na Rua da Arrifana, em São João da Madeira.

Antónia Pinho, uma freira de 61 anos, foi encontrada morta numa casa na Rua da Arrifana, em São João da Madeira.  A mulher era conhecida no centro por ajudar idosos e toxicodependentes e todos a conheciam como a ‘freira radical’, porque circulava sempre de mota pelas ruas da cidade.

LEIA DEPOISTroféus Impala de Televisão 2019: Saiba quem são vencedores da grande noite da televisão portuguesa

Segundo revela o Correio da Manhã, no passado domingo de manhã, Antónia Pinho disse que ia à missa, mas nem sequer chegou a aparecer na igreja porque, ao início da tarde, foi encontrada morta no interior da residência de um homem cadastrado. De acordo com a mesma publicação, suspeita-se que tenha sido violada e asfixiada durante o ato.

Freira terá sido assassinada por toxicodependente

Antónia Pinho terá sido assassinada por volta das 14h00, sendo depois dado o alerta pelo suposto homicida – um homem toxicodependente com 40 anos, que já tinha sido condenado por um crime de violação e que saiu da cadeia há 3 meses.

O alegado homicida disse às autoridades que foi a vítima quem o convidou para ter relações sexuais, mas que depois tudo acabou por correr mal. No entanto, depois de ser levado para interrogatório o homem confessou o crime. O suspeito será ouvido, esta segunda-feria, por um juiz de instrução criminal para conhecer as medidas de coação.

Para já, são ainda desconhecidas em que circunstâncias a freira, conhecida por irmã ‘Tona’, se deslocou até à residência onde morreu. Se por livre vontade, uma vez que este era um dos homens que ajudava, ou se foi coagida a deslocar-se até lá.

Antónia Pinho era licenciada em Enfermagem, curso que tirou em Espanha, e pertencia à Congregação Servas de Maria Ministras dos Enfermos, no Porto.

LEIA MAIS

Bebé Matilde está mais «mexida, mas também mais refilona»

Troféus Impala de Televisão 2019. As reações dos vencedores nas redes sociais

Previsão do tempo para terça-feira

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS