DGS alerta para crianças alvo de táticas agressivas das tabaqueiras no Dia Mundial Sem Tabaco

Direção-Geral da Saúde alerta para crianças e adolescentes enquanto alvo das táticas agressivas de marketing e das campanhas publicitárias da indústria do tabaco.

DGS alerta para crianças alvo de táticas agressivas das tabaqueiras no Dia Mundial Sem Tabaco

DGS alerta para crianças alvo de táticas agressivas das tabaqueiras no Dia Mundial Sem Tabaco

Direção-Geral da Saúde alerta para crianças e adolescentes enquanto alvo das táticas agressivas de marketing e das campanhas publicitárias da indústria do tabaco.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) promove a celebração anual do Dia Mundial Sem Tabaco a 31 de maio. A campanha de 2020, a que a Direção-Geral da Saúde se associa, dá voz às crianças e adolescentes, enquanto alvo das táticas agressivas de marketing e das campanhas publicitárias da indústria do tabaco.

LEIA DEPOIS
Menino de 2 anos larga o vício: fumava 40 cigarros por dia

Esta campanha é especialmente importante neste momento, já que estudos mostram que as pessoas que fumam apresentam uma maior suscetibilidade e um risco acrescido de complicações, quanto infetadas pelo novo coronavírus, SARS-CoV-2. Todos os anos a indústria tabaqueira gasta 8 000 milhões de euros, a nível mundial, em marketing e publicidade, com o objetivo de captar novos consumidores, tendo os mais jovens e as mulheres como principal público-alvo. Desta forma, procura substituir os 8 milhões de consumidores que morrem a cada ano por doenças relacionadas com o tabaco.

Em Portugal morrem por ano mais de 12 000 pessoas por doenças associadas ao tabaco. Apesar de haver uma redução do consumo em Portugal dos produtos de tabaco convencionais, está a verificar-se um aumento do consumo dos cigarros eletrónicos e tabaco aquecido.

OMS aponta as estratégias de manipulação das crianças e jovens

A indústria tabaqueira tem procurado recrutar novos consumidores para substituir os que morrem ou deixam de fumar, apostando em campanhas de marketing e no lançamento de novos produtos com nicotina. São utilizadas diversas estratégias de manipulação das crianças e jovens.

As estratégias apontadas no Dia Mundial Sem Tabaco

• Uso de aromas de frutos e doces em produtos do tabaco e líquidos dos cigarros eletrónicos, que levam os jovens a subestimar o risco e a iniciar o consumo.
• Criação de novos produtos com design elegante e atrativo, fáceis de transportar e com formatos tecnológicos atrativos e coloridos, como por exemplo canetas USB.
• Promoção de novos produtos como sendo de “baixo risco” ou “alternativas limpas”, mesmo sem estudos independentes que comprovem essas afirmações.
• Patrocínio de influencers e bloggers que usam o alcance mediático nas redes sociais para promoverem marcas, novos produtos de tabaco e outros produtos com nicotina.
• Colocação estratégica destes produtos nos pontos de venda, junto de doces ou refrigerantes, ou outros locais facilmente visíveis pelas crianças e jovens.
• Venda de cigarros perto das escolas, por vezes à unidade. promovendo a facilidade no acesso e comprometendo o regulamento de proibição da venda a menores de 18 anos.
• Marketing indireto, através da colocação de atores e pessoas a usar estes produtos em filmes, séries de TV e em eventos com transmissão online.
• Promoção de produtos e colocação de stands de venda em festivais e eventos juvenis.
• Colocação de máquinas de venda em sítios frequentados sobretudo por jovens.
• Aumento de ações litigiosas ou de tentativa de influência na decisão política e legislativa, para diminuir a regulamentação e o controlo da venda de tabaco.

Tabaqueiras ameaçam Governos com processos

Apesar de todos os esforços, a indústria continua a opor-se à adoção de medidas baseadas na evidência, como o aumento dos impostos especiais sobre o consumo e as proibições de publicidade, promoção e patrocínio dos seus produtos, chegando mesmo a ameaçar com ações legais contra os governos, que tentam proteger a saúde da sua população. Através do programa SPEAK OUT #TobaccoExposed, a OMS pretende tornar os jovens mais informados e conscientes na deteção das táticas de manipulação da indústria e capacitá-los, no sentido de se alcançar uma geração mais atenta, informada e livre de tabaco.

LEIA AGORA
Recorda-se do menino que fumava 40 cigarros por dia? Veja como está

Os 4 objetivos da campanha SPEAK OUT #TobaccoExposed

• Reforçar as intervenções políticas eficazes no combate ao tabagismo.
• Expor as táticas da indústria para contrariar os esforços nacionais e internacionais na implementação de políticas de controlo do tabagismo verdadeiramente eficazes.
• Informar os jovens sobre as intenções e as táticas da indústria do tabaco para os captar como novos consumidores.
• Capacitar os influenciadores dos jovens (na cultura juvenil, nas redes sociais, ou na escola) para os alertarem e defenderem, catalisando mudanças positivas em favor de uma geração mais saudável, livre de tabaco e de novos produtos com nicotina.

Esta campanha é especialmente importante neste momento, já que estudos mostram que as pessoas que fumam apresentam uma maior suscetibilidade e um risco acrescido de complicações, quanto infetadas pelo novo coronavírus, SARS-CoV-2.

Impala Instagram


RELACIONADOS