Mais de 50 mil eleitores votaram antecipadamente para as legislativas

Mais de 50.000 eleitores votaram antecipadamente, no domingo, para as eleições legislativas, correspondendo a uma afluência às urnas de quase 90%, de acordo com dados da SGMAI.

Mais de 50 mil eleitores votaram antecipadamente para as legislativas

Mais de 50 mil eleitores votaram antecipadamente para as legislativas

Mais de 50.000 eleitores votaram antecipadamente, no domingo, para as eleições legislativas, correspondendo a uma afluência às urnas de quase 90%, de acordo com dados da SGMAI.

Mais de 50.000 eleitores votaram antecipadamente, no domingo, para as eleições legislativas, correspondendo a uma afluência às urnas de quase 90%, de acordo com dados divulgados hoje pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI). Segundo um relatório no portal do SGMAI, o número total de pessoas que votaram antecipadamente em Portugal continental e nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores foi de 50.638.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para esta quarta-feira, 2 de outubro

Ou seja, do total de eleitores que solicitaram o voto antecipado em mobilidade (56.291), 89,96% compareceram às urnas no passado domingo — 48.508 em Portugal continental, 1.081 na Madeira e 1.049 nos Açores.

Apesar de alguns segmentos da população, como os presos ou doentes internados, já poderem votar antecipadamente, este mecanismo apenas foi disponibilizado aos portugueses recenseados em território nacional, nas anteriores eleições europeias de 26 de maio.

Lisboa foi o distrito onde mais pessoas votaram antecipadamente

De acordo com informação no ‘site’ da Comissão Nacional de Eleições, o sufrágio antecipado em mobilidade podia ser feito no domingo, 29 de setembro, em “qualquer capital de distrito no continente ou de cada uma das ilhas das Regiões Autónomas”. Na altura da inscrição — que pôde ser feita entre 22 e 26 de setembro e sem necessidade de justificação -, os eleitores puderam escolher onde pretendiam votar, no seu círculo eleitoral ou em qualquer outro à escolha, mas o boletim de voto correspondeu ao do seu círculo.

Lisboa foi o distrito onde mais pessoas votaram antecipadamente (19.180), ou seja, compareceram às urnas 88,79% dos eleitores inscritos (21.601). Seguiu-se o distrito do Porto, no qual votaram 8.536 dos 9.339 cidadãos inscritos, e Coimbra, onde 2.749 eleitores votaram, de um total de 3.045.

Em relação às regiões autónomas, na Madeira votaram 87,11% dos inscritos e no arquipélago dos Açores a afluência às urnas foi de 91,14%.

Em relação às eleições europeias, nas quais votaram antecipadamente 14.909 eleitores, houve mais 35.729 a recorrer à opção de votar na semana anterior às legislativas. As pessoas que votaram antecipadamente em mobilidade representam 0,54% dos portugueses recenseados em território nacional, de um total de 9.343.908 eleitores.

Uma pessoa que se tenha inscrito para votar antecipadamente, mas que não tenha conseguido votar no domingo, ainda pode exercer o direito de voto no próprio dia das eleições legislativas, 06 de outubro, “na assembleia ou secção de voto onde se encontra recenseada”.

Os eleitores com capacidade eleitoral ativa são 10.810.662, dos quais 1.466.754 são eleitores residentes no estrangeiro. Deste total de mais de 1,4 milhões eleitores que vivem fora de Portugal, 571.164 são residentes fora da Europa e 895.590 estão inscritos como residentes na Europa, segundo os dados publicados no ‘site’ da SGMAI.

As legislativas para eleger os 230 deputados à Assembleia da República estão marcadas para 06 de outubro, e concorrem a esta eleição, a 16.ª em democracia, um número recorde de forças políticas – 20 partidos e uma coligação.

LEIA MAIS

Sporting. Assembleia-Geral aprova contas e aumento salarial dos administradores

Furacão Lorenzo chegou aos Açores e já provocou 15 ocorrências e dois desalojados

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS