Alguns dos piores atos do Talibã que não devemos esquecer

Uma sociedade ansiosa tende a reclamar do presente, acreditando que tudo será diferente. Por isso, esquece ou ameniza a História de crimes de alguns e, neste caso, o terror do Talibã.

Alguns dos piores atos do Talibã que não devemos esquecer

Alguns dos piores atos do Talibã que não devemos esquecer

Uma sociedade ansiosa tende a reclamar do presente, acreditando que tudo será diferente. Por isso, esquece ou ameniza a História de crimes de alguns e, neste caso, o terror do Talibã.

Quanto mais afetada a sociedade pela ansiedade, mais pessoas esquecem o passado, reclamam do presente e acreditam que tudo será diferente. Por isso esquecem-se ou amenizam a História de crimes de alguns e, neste caso, o terror do Talibã. Tem relação com o negacionismo, mediante as faltas de coerência, conhecimento e clareza sobre as possibilidades.

O sistema límbico no cérebro coordena as ações, quando o córtex pré-frontal, menos ativo, relacionado com a inteligência, não consegue orquestrar para ações mais racionais. O que nos diferencia dos demais animais é o maior desenvolvimento desta região do lobo frontal, que nos tornou mais inteligentes. Mas o cérebro reptiliano ainda dita regras com influência do instinto e perturbações provenientes da cultura tecnológica, e das redes sociais.

Antes de mais, para ligar os fatos, Al Qaeda é composta por árabes e o Talibã por tribos afegãs, maioritariamente da etnia pashtun. Os dois grupos são aliados e ajudam-se nas questões de logística, armamento e dinheiro. Expulso de vários países, Osama Bin Laden, um dos fundadores da Al Qaeda, foi acolhido pelo Talibã no Afeganistão após os ataques de 11 de Setembro que fizeram milhares de mortos nos Estados Unidos da América.

Talibã responsável por 38% das fatalidades em atos terroristas

Acrescentando, os dados do Índice Global do Terrorismo, publicados em 2019, o Talibã é como o maior grupo terrorista da História, mais violento do que o conhecido Estado Islâmico. Para se ter ideia, em 2018, o Talibã foi responsável por 38% do total de fatalidades em atos terroristas no mundo (6.103 mortes), 71% a mais na comparação com o ano anterior.

Além da violência das ações, o grupo impôs mudanças culturais profundas no Afeganistão. Em 1996, quando dominou a capital do país, Cabul, pela primeira vez, leis islâmicas foram impostas a todo o povo afegão. Foi a partir dali que, por exemplo, as mulheres passaram a ter de cobrir-se da cabeça aos pés, foram proibidas de frequentar escolas ou de trabalhar fora de casa, além de serem proibidas de viajar sozinhas. Outro detalhe é que TV, música e feriados não islâmicos também foram proibidos.

Recordemos o que não podemos esquecer, alguns atos terroristas deste que é considerado o grupo terrorista mais violento do Mundo, superando o Estado Islâmico, o Talibã.

10 de setembro de 2011

Dois cidadãos do Afeganistão são mortos e 77 soldados dos EUA ficam… (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS