Padre suspeito de violar menina de 12 anos durante as orações é preso

Polícia prende Evaldo Cursino Brito, de 36 anos, por suspeita de ter abusado sexualmente de uma menina de 12 anos, na região de Belém. O padre pertence à Igreja Assembleia de Deus.

A Polícia Civil do Pará prendeu o pastor Evaldo Cursino Brito, de 36 anos, por suspeita de violar uma menina de 12 anos, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém. Após instalação de inquérito, foi expedido um mandado de prisão efetuado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (Deaca).

O padre foi apanhado em flagrante a violar a criança

Brito é pastor da Igreja Assembleia de Deus da Amazónia e, segundo a delegada Silvia Mara Tavares, teria abusado da menina durante um ano. As relações ocorreriam durante os cultos, enquanto os fiéis oravam. O padre levava a criança para a casa de banho da igreja, onde forçava a prática de sexo. Segundo a delegada, a mãe da menina acabou por descobrir o crime em flagrante, o que gerou um grande tumulto na igreja. O pastor, porém, nega todas as acusações, mas encontra-se preso e à disposição da Justiça. A expectativa dos fiéis da igreja, da família da jovem e dos moradores da cidade é a de que as investigações avancem e, caso seja comprovado o que a mãe da criança afirma ter visto, que o pastor seja condenado.

Crimes deste tipo não são de agora

A cidade de Ananindeua é marcada pela pobreza. Estima-se que quase 60% dos quase 300 mil habitantes residam em bairros de lata (favelas). Em 2013, outro caso de violação protagonizado por outro clérigo também chocou a população. Edivaldo Santano Evangelista, na alturaa com 45 anos, foi preso por ter violado a própria cunhada, em 2007. Foi julgado e condenado a nove anos de prisão e chegou a ficar detido durante um ano (quando se tornou evangélico). Conseguiu entretanto recorrer, foi libertado, mas mais tarde haveria de ser obrigado a voltar a cumprir a pena em regime fechado.

Violação coletiva de adolescente

Em maio deste ano, outro crime de abuso sexual chocou a cidade de Ananindeua. Uma jovem de 16 anos foi convidada para uma festa, foi embriagada e abusada sexualmente por, pelo menos, sete homens. A Polícia interrogou algumas pessoas que participaram da festa, mas ninguém foi preso. A adolescente deixou de trabalhar e de estudar e teve de ser encaminhada para atendimento psicológico.

LEIA MAIS

Previsão do tempo para domingo, 10 de fevereiro de 2019

Mulher mais fértil do mundo tem 38 filhos [vídeo]

Futebolista português do Benfica pisado na cara «quase ficava cego» [vídeo]

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Padre suspeito de violar menina de 12 anos durante as orações é preso

Polícia prende Evaldo Cursino Brito, de 36 anos, por suspeita de ter abusado sexualmente de uma menina de 12 anos, na região de Belém. O padre pertence à Igreja Assembleia de Deus.