Marcelo gostava que houvesse «menos portugueses que escolheram não escolher»

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou hoje que gostava que houvesse “menos portugueses que escolheram não escolher”, mas considerou que essa é uma “opção perfeitamente legítima”.

Marcelo gostava que houvesse «menos portugueses que escolheram não escolher»

Marcelo gostava que houvesse «menos portugueses que escolheram não escolher»

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou hoje que gostava que houvesse “menos portugueses que escolheram não escolher”, mas considerou que essa é uma “opção perfeitamente legítima”.

Comentando a elevada taxa de abstenção das eleições europeias durante uma ação do Banco Alimentar Contra a Fome, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que “é uma escolha, como tudo na vida” e salientou que caberá agora aos partidos lidar com o desafio de mobilizar os eleitores para as próximas eleições.

Sobre a distribuição dos lugares no Parlamento Europeu, o chefe de Estado destacou que há “uma maioria clara pró-europeia”.

[em atualização]

LEIA MAIS

Previsão do tempo para segunda-feira, 27 de maio

As reacções dos partidos aos resultados

Impala Instagram


RELACIONADOS