Portugueses dizem não ao exercício físico durante as férias

Um estudo levado a cabo pela agência de viagens eDreams dá conta de que a maior parte dos inquiridos portugueses (45%) revela que o que habitualmente procura nas férias é simplesmente relaxar e não fazer nada.

Portugueses dizem não ao exercício físico durante as férias

Portugueses dizem não ao exercício físico durante as férias

Um estudo levado a cabo pela agência de viagens eDreams dá conta de que a maior parte dos inquiridos portugueses (45%) revela que o que habitualmente procura nas férias é simplesmente relaxar e não fazer nada.

Um estudo levado a cabo pela agência de viagens eDreams dá conta de que a maior parte dos inquiridos portugueses (45%) revela que o que habitualmente procura nas férias é simplesmente relaxar e não fazer nada. No entanto, há também quem procure manter-se ativo, fazendo menos exercício do que o normal (31%) e ainda quem mantenha a sua rotina de desporto, independentemente de estar de férias (16%).

LEIA DEPOIS: Ângelo Rodrigues internado em estado grave

São muito poucos os que dizem procurar fazer mais desporto durante as férias, uma vez que têm mais tempo para se dedicarem ao exercício físico (6%). A nível europeu, apenas os italianos (38%) confessam, tal como os portugueses, que preferem não fazer nada durante as férias. No outros países analisados – Reino Unido (48%), Alemanha (47%), Espanha (44%) e França (37%) – os viajantes são unânimes na sua escolha principal: procuram manter-se ativos durante as férias, embora fazendo menos exercício do que no quotidiano.

Mais de 40% dos portugueses não tem em conta a prática de exercício quando marca as férias

Assim sendo, 42% dos portugueses afirma também que, quando chega a hora de marcar as férias, não tem em conta a possibilidade de poder manter a sua atividade física habitual, contra 40% que dizem procurar ter a certeza de poder manter a prática de exercício. Aqui, também as respostas dos alemães (30%), italianos (40%) e ingleses (17%) vão de encontro às dos portugueses: não pensam em desporto na hora de marcar férias. Já os franceses (45%) e espanhóis (46%) preocupam-se mais em garantir que vão poder manter os seus hábitos desportivos, mesmo longe de casa.

Olhando para esta questão sob uma perspetiva de género, é possível também aferir que os homens portugueses se preocupam mais com a prática do desporto em tempo de férias do que as mulheres: 47% dos homens afirmou ter em conta a possibilidade de praticar desporto nos locais de férias, contra apenas 33% das mulheres.

A eDreams descobriu também que, para a maior parte dos inquiridos, a principal motivação para praticar exercício durante as férias é a tentativa de contrabalançar o que comem, de forma a poder aproveitar as especialidades locais sem preocupações.

E se experimentarem um desporto novo durante as férias, o que acontece quando voltam para casa?

Cerca de 40% dos portugueses afirmam que é “algo provável” que possam vir a dar continuidade a essa atividade mesmo depois do regresso, provando que, ainda que prefiram fazer umas férias relaxantes, o desporto pode sempre ser uma opção e estão abertos a experiências.

Nesse sentido, a agência de viagens europeia quis também saber o que pensam os portugueses sobre marcar férias com o propósito de testar os seus limites no que toca ao desporto – por exemplo, para ir participar numa maratona, Iron Man, Trekking ou fazer caminhadas, entre outros desportos. Cerca de 42% dos inquiridos afirma ter interesse nesta ideia, ainda que não tenham planos de o fazer num futuro próximo. Por outro lado, 35% é perentório em afirmar que não iria de férias com este objetivo, enquanto 11% revelam ter uma viagem deste género marcada, ou planos de o fazer com rapidez; são poucos, apenas 7%, os que dizem já o ter feito.

LEIA MAIS

Ministério Público abre inquérito após tweet de Mário Machado

Segunda vítima mortal em Espanha provocada por surto de listeriose

Previsão do tempo para quinta-feira, 29 de agosto

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS