Mosquito: O documentário sobre uma ameaça global

A crise global é o principal foco do documentário “Mosquito”, que tem estreia mundial a 6 de julho no Discovery Channel, às 21h00

Mosquito: O documentário sobre uma ameaça global

A crise global é o principal foco do documentário “Mosquito”, que tem estreia mundial a 6 de julho no Discovery Channel, às 21h00

Têm sido notícia um pouco por todo o planeta os surtos de Zika, malária, vírus do Nilo Ocidental, febre amarela e dengue, mas há mais para contar. “Mosquito” vai mostrar a relação entre estas doenças e a infindável expansão dos mosquitos a nível global, causada pelo aumento do tráfego de transportes e de passageiros. A subida das temperaturas no planeta é outra causa: torna-o mais desejável para os mosquitos.

Narrado por Jeremy Renner, o documentário “Mosquito” explica que, sem um esforço a nível internacional, podemos estar perante uma pandemia que irá colocar milhões de pessoas em risco. Mosquito inclui entrevistas com especialistas de renome, como o antigo diretor do Centro de Controlo de Doenças, Dr. Thomas Frieden, e Bill Gates, co-chairman da Fundação Bill & Melinda Gates, organização que luta contra posíveis surtos e que tem como prioridade uma política de saúde mundial.

“Mosquito é um alarme global para que tomemos passos ousados para lutar contra esta ameaça eminente.”

“Como uma empresa com objetivos sociais, estamos orgulhosos por colocarmos ao dispor os nossos serviços, de forma a levarmos os cidadãos e os líderes do mundo a agir” revela David Zaslav, presidente e CEO da Discovery Communications.

Rich Ross, presidente do grupo Discovery, Animal Planet, Science Channel e Velocity afirma que “as doenças provocadas por mosquitos e a forma como se podem espalhar em locais até agora inimagináveis, têm o potencial de mudar o mundo tal como o conhecemos. Mosquito chama a atenção para esta questão alarmante, dando aos espetadores as ferramentas para a entenderem e para que possam preparar-se para este novo mundo”.

Os mosquitos matam mais de 750 mil pessoas por ano. Os primeiros casos de Zika em humanos migraram de África para a Malásia em 1967. Sessenta anos mais tarde, o Zika teve um surto na Micronésia, que levou a que a doença se espalhasse pelo Pacífico, até chegar ao Brasil, em 2014.

O primeiro caso em Porto Rico foi detetado em dezembro de 2015. Um ano depois, mais de 34 mil pessoas tinham sido infetadas pela doença. Neste momento, 2,5 mil milhões de pessoas estão em risco, no que toca ao Zika.

O documentário mostra ainda casos reais de pessoas infectadas por estas doenças.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS