Simone de Oliveira anuncia data de despedida dos palcos

Simone de Oliveira tem agendado um concerto de despedida já em abril. Espetáculo esteve marcado para março, mas teve de ser adiado devido à pandemia de covid-19.

Simone de Oliveira anuncia data de despedida dos palcos

Simone de Oliveira tem agendado um concerto de despedida já em abril. Espetáculo esteve marcado para março, mas teve de ser adiado devido à pandemia de covid-19.

Simone de Oliveira vai retirar-se dos palcos. A atriz, de 83 anos, revelou que vai dar o último concerto em “abril ou maio, com uma orquestra grande”, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, e garante: “Vamos acabar com chave de ouro“.

A notícia foi avançada numa entrevista a Rui Maria Pêgo e Ana Martins, no programa “Era o Que Faltava”, da Rádio Comercial. “Não me apetece mais e… Deixem-me sair bem. Ridículos, não. Terem pena de mim, não”, justificou a também atriz, depois de assumir que continua “a ter muitos nervos” e “muito medo” sempre que sobe a um palco.

À espera de voltar a ser novamente operada, para colocar uma prótese num joelho, tal como a Nova Gente já tinha avançado em primeira mão, Simone de Oliveira suavizou a questão da despedida com o seu característico sentido de humor.

“Não sei se vou ter de entrar de bengala, mas a bengala dá-me muito bom parecer”. “Se tiver de entrar de bengala, entro. Não sei… Vamos ver…”, relativizou, afirmando, em jeito de brincadeira, que, se o cenário se concretizar, aparecerá igualmente “maravilhosa e deslumbrante“.

Concerto de Simone esteve para ser em março

Este concerto de despedida, no qual Simone de Oliveira vai “cantar as canções de que as pessoas gostam”, “esteve marcado para março”, mas acabou por ser adiado devido à pandemia.

“Nesta altura, está marcado para abril. Não sei se se mantém ou se não se mantém. Depende do que puder acontecer e não puder acontecer”, disse.

Com mais de 60 anos de carreira, a consagrada artista é um nome incontornável na história da música portuguesa, dando voz a êxitos como “Sol de Inverno” e “Desfolhada Portuguesa”, os temas que representaram Portugal no Festival Eurovisão da Canção em 1965 e 1969, respetivamente.

Paralelamente, construiu um percurso em teatro e televisão, fazendo dela uma das mais versáteis e completas artistas no nosso país. Também por isso e por tudo o que representou num Portugal ainda a preto e branco, em que foi contra preconceitos e estereótipos quando, por exemplo, cantou o verso “Quem faz um filho, fá-lo por gosto”, Simone de Oliveira foi agraciada com o Prémio Carreira e Prestígio na edição de 2019 dos Troféus Impala de Televisão.

Texto: Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala

LEIA AINDA

Rúben Rua chama Cristina Ferreira a Maria Cerqueira Gomes
Durante o “Em Família” deste sábado, Ruben Rua protagonizou um momento insólito ao lado de Maria Cerqueira Gomes. Apresentadora não conteve o riso. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS