João Baião está de volta ao trabalho depois da morte da mãe

O apresentador regressou ao trabalho cinco dias depois de ter visto a mãe partir, no preciso dia em que se completavam nove anos sobre a morte do seu pai.

João Baião está de volta ao trabalho depois da morte da mãe

O apresentador regressou ao trabalho cinco dias depois de ter visto a mãe partir, no preciso dia em que se completavam nove anos sobre a morte do seu pai.

João Baião regressou ao trabalho, cinco dias após a morte da mãe. O apresentador da SIC deixou uma mensagem este sábado, durante o programa Olhó Baião. «É impossível não passar pelo assunto. Quero agradecer a todos as mensagens que recebi ao longo desta última semana.»

LEIA DEPOIS

Previsão do tempo para domingo, 13 de outubro

João Baião perde a mãe um dia antes de fazer anos

A estrela da estação de Paço de Arcos classificou esta semana como «emocionalmente muito forte», o que justifica pela dualidade de sentimentos de ter visto «a mãezinha partir» e, no dia seguinte, de ter comemorado o seu 56.º aniversário. Maria Luísa tinha 85 anos e morreu exatamente nove anos depois do pai de Baião.

«Quero agradecer a todos os meus colegas que através dos seus programas de televisão, de todos os canais, me dirigiram palavras de conforto e solidariedade. Quero agradecer muito, muito, muito aos meus amigos, os meus grandes amigos, que estiveram presentes nestes últimos momentos. E foram os amigos mais importantes, porque aqueles amigos mais importantes são aqueles que nos momentos mais cruciais estão junto de nós», continuou o apresentador.

«Quero muito acreditar que os meus paizinhos estão juntos»

João Baião não deixou ainda de agradecer à «família SIC», na qual estão incluídos «colegas, amigos, equipas de produção, de realização, técnicas, a Direção de Programas e o Conselho de Administração». «Um muito, muito, muito obrigado!», sublinhou.

«Agradecendo do fundo do coração todo o carinho recebido», o entertainer rematou com um desejo: «Quero muito acreditar que hoje os meus paizinhos estão juntos, em algum lado, e, se calhar, até a comentar: ‘Lá está aquele rapaz aos saltos! Lá está ele com aquelas parvoíces todas! Já tinha idade para ter juízo’. Quero finalizar dizendo que, se as pessoas veem em mim algumas qualidades, essas qualidades vieram todas dos meus paizinhos. Obrigado». A voz ficou embargada, o sorriso estremeceu e Baião deu por encerrado aquele momento enviando um beijo para o céu.

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: Impala e reprodução SIC

LEIA MAIS

Porto. Jovem violada pelo pai com consentimento da mãe

 

Impala Instagram


RELACIONADOS