Mãe de modelo que morreu na passerelle sai em defesa da marca pela qual filho desfilava

A mãe de Tales Cotta Soares, modelo que morreu durante a São Paulo Fashion Week, saiu em defesa da marca pela qual o filho desfilava, a Ocksa.

Mãe de modelo que morreu na passerelle sai em defesa da marca pela qual filho desfilava

Mãe de modelo que morreu na passerelle sai em defesa da marca pela qual filho desfilava

A mãe de Tales Cotta Soares, modelo que morreu durante a São Paulo Fashion Week, saiu em defesa da marca pela qual o filho desfilava, a Ocksa.

A mãe de Tales Cotta Soares, modelo que morreu durante a São Paulo Fashion Week, saiu em defesa da marca pela qual o filho desfilava, a Ocksa. Heloísa Cotta escreveu nas redes sociais da marca após muitas críticas pelo facto de o desfile ter continuado: «Obrigada pelo carinho. Não se culpem Tales era profissional. Vocês não fizeram mal nenhum. No momento ninguém sabia realmente o que tinha acontecido. O certo era seguir o desfile para não desestabilizar o restante», pode ler-se.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

📸📸📸 @ph.nfelix @base_mgt @agenciaallmodels #malemodels #brazilianmodels #style #shooting #model #saopaulocity #sp #brazil

Uma publicação partilhada por Tales Cotta (@tales.cotta) a


Durante o desfile, o jovem modelo usou sandálias com fitas amarradas. Os espectadores pensaram que o rapaz tinha caído devido às fitas das sandálias e que se trataria de uma performance, por isso demoraram a reagir face à situação. A empresa decidiu continuar o desfilo mesmo depois de os bombeiros terem retirado Tales da passarelle.

Nas redes sociais, a marca lamentou o sucedido: «Jamais podíamos imaginar que o nosso desfile de estreia seria marcado por ma tragédia: a perda de um amigo especial, Tales Cotta. Em nome de toda a equipa pedimos desculpa por termos dado continuidade ao desfile, independentemente das informações que tínhamos naquele momento no backstage. Independentemente de ter sido uma queda ou um desmaio jamais deveríamos ter dado continuidade ao desfile. Tudo aconteceu muito depressa», desculpou a marca.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Nós da Också estamos profundamente tristes e devastados. Jamais poderíamos imaginar que o nosso desfile de estreia seria marcado por uma tragédia: a perda de um amigo especial, Tales Cotta. Em nome de toda equipe pedimos desculpas por temos dado continuidade ao desfile, independente das informações que dispúnhamos naquele momento, no backstage. Independente se tivesse sido uma queda ou ele desmaiado, jamais deveríamos ter dado continuidade ao desfile. Tudo aconteceu muito depressa. A equipe do corpo do bombeiros agiu rapidamente e o socorreu, levando-o para fora da passarela. Sugeriram que recomeçássemos a apresentação. Quando o desfile terminou, e voltamos para o camarim, recebemos a notícia que o Tales havia sido levado ao hospital, com vida. Aproximadamente uma hora depois, soubemos que, infelizmente, o Tales havia falecido. Vocês não imaginam nossa dor, tristeza quando recebemos essa notícia. Nesse momento, só pedimos que canalizem suas energias em preces, orações e mensagens de apoio e carinho para a família do Tales e amigos. Acreditamos que, com união e amor, conseguiremos juntos amenizar a dor dessa tragédia e dessa perda imensurável.

Uma publicação partilhada por Också (@ocksaofficial) a


Também a diretora de arte Glaucia Cechinel, que assistia ao desfile, respondeu à marca nas redes sociais: «Não consigo sentir-me menos culpada do que todas as pessoas que lá estavam e nada fizeram. Organização do evento, marca, agências de modelos. Não existe um culpado, não é esse o problema. Somos todos responsáveis por corroborar com um sistema que alimenta a desvalorização do ser humano», escreveu.

LEIA MAIS

Primeiro casal homossexual a ter um filho através da Maternidade Partilhada revela sexo do bebé

Modelo que morreu na passerelle poderia ter problema de saúde que família desconhecia

Previsão do tempo para terça-feira, 30 de abril

 

Impala Instagram


RELACIONADOS