Última Hora: Bruno de Carvalho e Mustafá em liberdade

Mustafá e Bruno de Carvalho vão ficar em liberdade com apresentação diária nos postos da policia das respectivas áreas de residência como medida de coação e pagamento de 70 mil euros.

Última Hora: Bruno de Carvalho e Mustafá em liberdade

Mustafá e Bruno de Carvalho vão ficar em liberdade com apresentação diária nos postos da policia das respectivas áreas de residência como medida de coação e pagamento de 70 mil euros.

Bruno de Carvalho e Nuno Vieira Mendes, mais conhecido por Mustafá, irão ficar em liberdade  Após ter ouvido os dois detidos durante o dia de ontem, 14 de novembro, o juiz Carlos Delca decretou a apresentação diária nos postos da policia das respectivas áreas de residência como medida de coação a aplicar até ao julgamento do caso assim como o pagamento de 70 mil euros de caução.

LEIA MAIS: Boaventura ‘solidário’ com família de Bruno de Carvalho

Os inquéritos ao ex-presidente do Sporting e ao líder da Juventude Leonina começaram na manhã de terça-feira, dia 13 de novembro, mas a greve parcial dos funcionários judiciais prejudicou o funcionamento do Tribunal do Barreiro e atrasou a audiência aos dois detidos para o dia de ontem.

Foi esta mesma greve que atrasou, já esta manhã, a comunicação das medidas de coação que foram aplicadas a Bruno de Carvalho e Mustafá, uma vez que até às 11 da manhã os serviços judiciais estiveram completamente parados.

Droga antecipou operação

A detenção de Mustafá e Bruno de Carvalho foi pautada pelo sigilo e, ao contrário do que a lei recomenda, realizada a um domingo. Esta questão deve-se ao facto de ser importante para a investigação em curso que as buscas à sede da Juventude Leonina decorressem num dia de jogo em Alvalade. Durante as buscas à ‘casinha’, o líder da Juve Leo foi apanhado na posse de 20 gramas de cocaína.

LEIA MAIS: Bananas oferecidas a prisão tinham milhões de euros de droga no interior

A detenção de Bruno de Carvalho surgiu no seguimento das buscas à sede da claque e sob o pretexto de que a detenção do líder da claque poderia levar à fuga do ex-presidente dos leões.

LEIA MAIS: Filho de Rosa Grilo diz que vai fazer de tudo para tirar a mãe da prisão

Bruno de Carvalho associado aos crimes de Alcochete

Segundo o juiz Carlos Delca, verificam-se elementos probatórios que associam o ex-presidente do clube aos factos ocorridos em Alcochete e a 57 crimes derivados desse mesmo ataque.

Após a deliberação, Bruno de Carvalho pode agora sair em liberdade e, após efectuar o pagamento de 70 mil euros de caução, tendo apenas que se apresentar diariamente numa esquadra na zona do Lumiar.

Mustafá pode também sair igualmente em liberdade, sendo apenas acusado por mais um crime (58) do que o ex-líder leonino.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS