Valentino vai deixar de criar e fabricar peças de vestuário com pele em 2024

A casa de moda italiana Valentino vai deixar de criar e fabricar peças de vestuário com pele a partir de 2022, anunciou terça-feira a marca, que se prepara para reorganizar e concentrar as suas coleções numa única etiqueta, em 2024.

Valentino vai deixar de criar e fabricar peças de vestuário com pele em 2024

Valentino vai deixar de criar e fabricar peças de vestuário com pele em 2024

A casa de moda italiana Valentino vai deixar de criar e fabricar peças de vestuário com pele a partir de 2022, anunciou terça-feira a marca, que se prepara para reorganizar e concentrar as suas coleções numa única etiqueta, em 2024.

A casa de moda italiana Valentino vai deixar de criar e fabricar peças de vestuário com pele a partir de 2022, anunciou terça-feira a marca, que se prepara para reorganizar e concentrar as suas coleções numa única etiqueta, em 2024.

“O conceito sem peles está perfeitamente alinhado com os valores da nossa empresa. Estamos a avançar na procura de diferentes materiais com a perspetiva de uma maior atenção ao ambiente para as coleções dos próximos anos”, disse a empresa através de um comunicado divulgado pelos meios de comunicação social italianos.

A última coleção da Valentino a incorporar peles no seu vestuário será para a época outono-inverno 2021-2022, e com esta mudança na política da firma fechará a Valentino Polar, com sede em Milão, que é propriedade da Valentino desde 2018.

A casa de moda terminará também a marca Red Valentino, a partir da estação outono/inverno 2023-2024, com o propósito de “concentrar todas as energias numa única etiqueta” e “redefinir o próprio posicionamento competitivo da marca”.

Valentino já está a trabalhar com os sindicatos para abordar as mudanças organizacionais dentro da empresa causadas por estas decisões.

LEIA AINDA
Condenado por apalpar menor em estação de metro
Viola namorada após esta recusar ter sexo
Jovem de 22 anos ficou em prisão preventiva após ter violado a companheira, 5 anos mais velha. Noutro caso a PSP deteve em flagrante delito suspeito que transportava garrafa de gasolina para incendiar casa da ex-companheira. (… continue a ler aqui)

 

Impala Instagram


RELACIONADOS