Ladrão tentou assaltar cabeleireira mas acabou como escravo sexual

Ladrão tentou assaltar salão de cabeleireira, mas acabou como escravo sexual durante três dias. Homem foi obrigado a tomar Viagra.

Ladrão tentou assaltar salão de cabeleireira, mas acabou como escravo sexual durante três dias. Viktor Jasinski, de 32 anos, invadiu um salão na cidade de Meshchovsk, na Rússia, armado com uma pistola para fazer um assalto. Depois de ter recolhido o dinheiro da caixa, foi surpreendido por Olga Zajac, cabeleireira de 28 anos e cinturão negro em karaté.

A mulher conseguiu prender o homem, deitando-o no chão e amarrando as mãos dele com recurso a um frio de secador de cabelo. Em vez de ligar para a polícia, Olga Zajac arrastou Viktor para uma sala escura no salão, tirou-lhe a roupa e fez dele seu escravo sexual durante três dias.

Ladrão ficou preso com algemas de… peluche

Depois de manter Viktor Jasinski preso durante três dias, Olga Zajac resolver libertá-lo. O ladrão foi direto a um hospital para receber tratamento nos hematomas que tinha no órgão sexual. Às autoridades, Viktor disse que esteve preso por algemas de peluche durante três dias e que, também, foi obrigado a tomar… Viagra.

O ladrão apresentou queixa e Olga foi chamada a prestar declarações. A cabeleireira confirmou a história: «Esse ladrão é um idiota! Nós fizemos sexo muitas vezes, mas eu dei-lhe umas calças novas, comida e dinheiro para que ele pudesse ir embora do meu salão».

Viktor foi preso por roubo e Olga por tortura e escravidão sexual.

LEIA MAIS

Tentaram assaltar «lobisomem» e foram violados durante 5 dias

ALERTA! Carnaval com frio, chuva e vento

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Ladrão tentou assaltar cabeleireira mas acabou como escravo sexual

Ladrão tentou assaltar salão de cabeleireira, mas acabou como escravo sexual durante três dias. Homem foi obrigado a tomar Viagra.