Talibãs tentam proibir cabeleireiros de aparar e cortar barbas

A polícia religiosa dos talibãs diz que qualquer pessoa que viole a regra será punida.

Talibãs tentam proibir cabeleireiros de aparar e cortar barbas

Talibãs tentam proibir cabeleireiros de aparar e cortar barbas

A polícia religiosa dos talibãs diz que qualquer pessoa que viole a regra será punida.

Os talibãs estão, alegadamente, a proibir os barbeiros da província de  Helmand, no Afeganistão, de aparar ou cortar a barba dos clientes, justificando com o facto de que isso viola a sua interpretação da lei islâmica.

De acordo com a BBC, também alguns barbeiros de Cabul receberam ordens do mesmo género.

Segundo o mesmo órgão de comunicação social, foi afixado um aviso em vários salões onde pode ler-se que os barbeiros devem reger-se pela lei de Sharia para cortes de barba e cabelo.

Um dos responsáveis por um dos maiores salões da localizado na província de Helmand disse que recebeu um telefonema de alguém que dizia ser funcionário do governo afegão, aconselhando-o não aparar nem cortar a barba a ninguém.

A polícia religiosa dos talibãs diz que qualquer pessoa que viole a regra será punida.

Talibãs penduram corpo em grua

Os talibãs penduraram um corpo numa grua na principal praça da cidade de Herat, no oeste do Afeganistão. Wazir Ahmad Seddiqi, que dirige uma farmácia ao lado da praça, explicou à Associated Press (AP) que quatro corpos foram levados para a praça, tendo três sido depois transportados para outras praças da cidade também com o objetivo de serem expostos. Seddiqi afirmou que os talibãs anunciaram que os quatro tinham sido apanhados a participar num rapto e foram mortos pela polícia. Leia mais aqui

Impala Instagram


RELACIONADOS