Rato especialista em detetar minas reforma-se ao fim de cinco anos

Magawa, o rato que foi galardoado com uma medalha de ouro pelo seu heroísmo, vai-se reformar do seu perigoso trabalho de deteção de minas terrestres.

Rato especialista em detetar minas reforma-se ao fim de cinco anos

Rato especialista em detetar minas reforma-se ao fim de cinco anos

Magawa, o rato que foi galardoado com uma medalha de ouro pelo seu heroísmo, vai-se reformar do seu perigoso trabalho de deteção de minas terrestres.

Magawa, um rato gigante africano vai reformar-se após ter dedicado cinco anos da sua, por norma, curta vida a detetar minas terrestres no Camboja.  Em setembro do ano passado, Magawa recebeu uma medalha de ouro da British Animal Protection Association (PDSA), que anualmente recompensa um animal por bravura. O roedor foi o primeiro rato a receber este prémio.

A verdade é que a ação do animal ajudou a limpar mais de 141 mil metros quadrados de área, de acordo com a APOPO, organização encarregue de o treinar. Ao todo, foram 39 minas e 28 munições não detonadas que encontrou. “Apesar de estar bem de saúde, está na hora de se reformar”, explica o grupo belga. A APOPO ensina ratos a detetar minas terrestres há mais de 20 anos e Magawa, que significa “coragem“, é o mais bem-sucedido do seu programa.

Existem milhões de minas enterradas

Esta espécie de roedores – cricetomys gambianus – são utilizados por serem leves o suficiente para evitar que sejam detonadas. Durante os trabalhos, nenhum rato sofreu ferimentos ou perdeu a vida. Magawa, que mede 70 centímetros, consegue inspecionar uma área equivalente a um campo de ténis em 30 minutos, tarefa que levaria quatro dias caso fosse realizado um humano com detetor de metais.

No Camboja estima-se que o número de minas que sobram da guerra civil no país esteja na casa dos seis milhões, sendo o país onde mais pessoas sofrem amputações (mais de 40 mil).
LEIA AINDA
Pescadores encontram tesouro em barriga de cachalote [vídeo]
Pescadores encontram tesouro em barriga de cachalote [vídeo]
Uma carcaça de cachalote a boiar junto à costa mudou a vida de 35 pescadores. Na barriga do cetáceo encontraram um tesouro avaliado em mais de um milhão de euros. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS