Número de portugueses mortos na Venezuela aumenta. Motorista assassinado

Motorista português e mulher foram assassinados na sequência de um assalto à residência do casal.

Número de portugueses mortos na Venezuela aumenta. Motorista assassinado

Número de portugueses mortos na Venezuela aumenta. Motorista assassinado

Motorista português e mulher foram assassinados na sequência de um assalto à residência do casal.

As autoridades venezuelanas indicaram estar a investigar o homicídio de um motorista português e da mulher, na quinta-feira, 7 de novembro, na residência do casal, a 30 quilómetros do sul de Caracas.

LEIA DEPOIS
Mãe do recém-nascido abandonado no lixo é cabo-verdiana e vivia na rua

O casal terá morrido por voltas das 17h30 (22h00 em Lisboa), avançam fontes policiais.  António Silva, de 59 anos, e Daís Carrasquero da Silva, de 61, foram mortos a tiro, na sequência de uma tentativa de assalto à residência. De acordo com o Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, antiga Polícia Técnica Judiciária), encarregado da investigação, os vizinhos chamaram a polícia depois de ouvirem os tiros.

Quatro portugueses mortos em Venezuela nos últimos sete dias

Com este homicídio sobe para quatro o número de portugueses assassinados nos últimos sete dias na Venezuela. Na última terça-feira, um comerciante português, de 57 anos, foi assassinado a tiro na localidade de San Vicente, Girardot, um dos municípios mais povoados do estado venezuelano de Arágua, a 110 quilómetros a oeste de Caracas.

Na passada sexta-feira, desconhecidos mataram um casal de portugueses à facada, num assalto à residência onde viviam, em Mariche, no leste de Caracas. Na Venezuela são frequentes as queixas da população sobre a alta criminalidade no país, situação que afeta tanto cidadãos nacionais como estrangeiros.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para sexta-feira, 8 de novembro

Impala Instagram


RELACIONADOS