Mata cunhados após disputa por partilha de animais

José Elias matou Laurindo Cunha e a mulher, Ana Paula Teixeira, como vingança por estes terem testemunhado contra si num processo em que era arguido.

Mata cunhados após disputa por partilha de animais

Mata cunhados após disputa por partilha de animais

José Elias matou Laurindo Cunha e a mulher, Ana Paula Teixeira, como vingança por estes terem testemunhado contra si num processo em que era arguido.

José Elias, residente em Avarenta, Valpaços, matou os cunhados, Laurindo Cunha e a mulher, Ana Paula Teixeira, como vingança por estes terem testemunhado contra si num processo em que era arguido.

Os problemas entre o homem 67 anos e os cunhados começaram devido a uma disputa motivada pela partilha de animais que tinham caçado. Os conflitos agravaram-se quando Laurindo Cunha, de 52 anos, e a mulher, Ana Paula Teixeira, de 49, foram testemunhas num processo em que era arguido.

José Elias entendeu que as declarações prestada em tribunal lhe foram prejudiciais e jurou vingar-se. O crime ocorreu a 30 de maio, quando disparou mortalmente sobre o casal, que estava a cortar feno num lameiro.

De acordo com a acusação, “desde pelo menos 28 de julho de 2018 que o arguido se encontrava desavindo com as vítimas mortais”, por entender que ambos “prestaram declarações que o desfavoreceram” no âmbito de um processo em que era acusado de ofensas à integridade física. Afirmou várias vezes que “não iria morrer sem os matar”. Chegou a dizer que “Avarenta iria ficar para a história porque lhe estragaram o casamento“, deixando antever que que poderia matar algum familiar.

Tal como escreve o Correio da Manhã, foi agora acusado pelo Ministério Público de dois crimes de homicídio qualificado, 13 de ameaça agravada e um de detenção de arma proibida.

LEIA MAIS
Google descobre mãe que abusava da filha e mostrava-a nua na internet

Impala Instagram


RELACIONADOS