Face Oculta: Manuel Godinho entregou-se para cumprir pena de 12 anos de prisão

O empresário Manuel Godinho apresentou-se na cadeia de Vale do Sousa para cumprir a pena de 12 anos de prisão a que foi condenado no âmbito do processo Face Oculta.

Face Oculta: Manuel Godinho entregou-se para cumprir pena de 12 anos de prisão

Face Oculta: Manuel Godinho entregou-se para cumprir pena de 12 anos de prisão

O empresário Manuel Godinho apresentou-se na cadeia de Vale do Sousa para cumprir a pena de 12 anos de prisão a que foi condenado no âmbito do processo Face Oculta.

O empresário Manuel Godinho apresentou-se na cadeia de Vale do Sousa para cumprir a pena de 12 anos de prisão a que foi condenado no âmbito do processo Face Oculta, informou hoje fonte judicial. Segundo a mesma fonte, o arguido Manuel Godinho apresentou-se voluntariamente no Estabelecimento Prisional em Paços de Ferreira, no Porto, na sexta-feira, na sequência de um mandado de detenção e condução emitido pela juíza do processo.  Manuel Godinho foi o último arguido do processo Face Oculta condenado numa pena de prisão efetiva a entregar-se na cadeia.

Armando Vara diz que liberdade prova que não cometeu nenhum crime

O ex-ministro Armando Vara considerou hoje que o despacho do tribunal que lhe concedeu a liberdade prova que não cometeu “nenhum crime no exercício de funções” públicas. “Como ficou provado pelo despacho de libertação, nunca cometi nenhum crime no exercício de funções, nem aquilo de que era acusado foi por causa das funções de cumpria. Finalmente, a justiça cumpriu simplesmente a lei”, afirmou. Armando Vara argumentou que se trata de “um perdão de pena” e sugeriu aos jornalistas que leiam “o texto do tribunal” que levou a esta decisão. O ex-ministro falava aos jornalistas à saída da cadeia de Évora, onde cumpriu pena de prisão no âmbito do processo Face Oculta, depois de sair em liberdade devido à aplicação das medidas excecionais relacionadas com a pandemia de covid-19. Leia mais aqui

 

Impala Instagram


RELACIONADOS