Corta pénis do patrão que a obrigava a ter relações sexuais

A mulher entregou-se na esquadra e confessou o crime, justificando o ato com as constantes violações de que tem sido alvo há já vários meses. “Temos uma pessoa gravemente ferida na região genital e estamos a trabalhar para esclarecer o que aconteceu”.

Corta pénis do patrão que a obrigava a ter relações sexuais

Corta pénis do patrão que a obrigava a ter relações sexuais

A mulher entregou-se na esquadra e confessou o crime, justificando o ato com as constantes violações de que tem sido alvo há já vários meses. “Temos uma pessoa gravemente ferida na região genital e estamos a trabalhar para esclarecer o que aconteceu”.

A polícia catalã deteve uma mulher que, nesta segunda-feira, cortou o pénis do patrão do bar onde trabalhava em Sant Andreu de la Barca, Barcelona. A mulher entregou-se na esquadra e confessou o crime, justificando o ato com as constantes violações de que tem sido alvo há já vários meses. De acordo com a imprensa espanhola, ficou detida sob acusação de ofensas à integridade física.

Tudo aconteceu na noite de segunda-feira, quando homem terá tentado novamente forçá-la a relações sexuais. A mulher recusou e defendeu-se com uma facaamputando-lhe parte do órgão. Deverá ser presente a um juiz ainda durante a tarde de hoje.

Não há registo de queixas anteriores

Uma ambulância deslocou-se até ao bar e transportou o ferido para o hospital, no qual ainda permanece internado após ter sido operado. O proprietário do bar também será acusado pelo crime de abuso sexual, avança El País.

Tal como dá conta o El Mundo, tanto o homem quanto a mulher são naturais do Bangladesh e têm antecedentes criminais. De acordo com o mesmo jornal, não há qualquer registo de queixa contra o homem, que é também proprietário de vários restaurantes. “Temos uma pessoa gravemente ferida na região genital e estamos a trabalhar para esclarecer o que aconteceu”, disse o porta-voz da polícia catalã. O homem ainda não foi ouvido. 

LEIA AINDA
Homem acusado de matar e comer a mãe começa a ser julgado
Homem acusado de matar e comer a mãe começa a ser julgado
Alberto Sánchez Gómez afirma não se lembrar de ter matado a mãe ou de ter desmembrado e comido partes do seu corpo. Alerta foi dado em 2019 por uma amiga da mulher de 66 anos. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS