Casal pede ajuda para pagar viagem porque trabalhar «não é opção»

O casal, que conta com mais de 30 mil seguidores no Instagram, refere que quando se tem «impacto na vida dos outros através do que fazemos, conseguir emprego não é uma opção».

Casal pede ajuda para pagar viagem porque trabalhar «não é opção»

O casal, que conta com mais de 30 mil seguidores no Instagram, refere que quando se tem «impacto na vida dos outros através do que fazemos, conseguir emprego não é uma opção».

Catalin Onc e Elena Engelhardt querem angariar fundos para viajar até África, no âmbito de uma campanha de alerta para doenças mentais. No entanto, o pedido do casal não foi aceite por todos os seguidores, que têm tecido várias críticas.

A casal revela que está a passar por dificuldades financeiras, mas que, apesar disso, trabalhar «não é opção». Para sobreviverem, Catalin Onc e Elena Engerlhardt vivem com a mãe do jovem, que concilia dois empregos para poder suportar as despesas do filho. As críticas ganharam eco, quando os jovens pediram aos seus 34 mil seguidores que lhes doassem dinheiro para conseguir pagar uma viagem a África.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

This is how I feel when people make money the biggest topic. Having tattoos, a pretty girlfriend and followers on Instagram opens doors for us, it’s true. We could live a lavish lifestyle and only show that, like most people on social media do. We choose not to. We have seen how people are around us when we have money and when we don’t. #grateful that we get to see both sides of the spectrum. I wish you all could experience this. Some people are quick to judge and speak. At this very moment we don’t have much, we are accepting money from my mother and also donations but we don’t hide that. This situation is teaching us a lot. #tryingtodosomethingbigger

Uma publicação partilhada por CAT AND ELENA (@another_beautiful_day_official) a


O casal afirma, em declarações ao site Angle News, que o dinheiro angariado seria para bicicletas, internet, alimentação e alojamento. «Ter tatuagens, uma namorada linda e seguidores no Instagram abre-nos as portas. Quando temos impacto na vida dos outros através do que fazemos, conseguir emprego não é uma opção», explica Catalin, na sequência das críticas que tem sido alvo por não querer procurar emprego e estar a pedir dinheiro nas redes sociais.

Além disso, Catalin e Elena dizem existir «poucos trabalhos para os quais estão qualificados». «Podíamos ser modelos e ganhar dinheiro rápido, mas não queremos promover o consumo. E um emprego normal, a esta altura, seria prejudicial», justifica o jovem.

«É triste que isto não seja uma piada»

A reação dos seguidores do casal não foi a mais recetiva. «A tua mãe tem dois empregos para pagar-te a viagem. Não achas que isso lhe causa transtornos mentais?», questionou uma internauta.

«É triste que isto não seja uma piada» e «consegues arranjar um emprego e pagar pela tua viagem» são outros dos comentários que se podem ler no Instagram dos jovens.

Perante estas acusações, Catalin refere apenas que o seu propósito vai muito além do propósito das redes sociais. «Poderíamos viver um estilo de vida luxuoso e mostrar apenas isso, como a maioria das pessoas, nas redes sociais faz. Nós escolhemos não fazê-lo», atiram.

LEIA MAIS

Previsão do tempo para terça-feira, 18 de junho

Ex-presidente do Egito Mohammed Morsi morre em tribunal

 

Impala Instagram


RELACIONADOS