CASA PIA – «E Agora?» [Grande Reportagem, 1.ª Parte]

CASA PIA – «E Agora?» [Grande Reportagem, 1.ª Parte]

Por que dá o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem razão a Carlos Cruz em parte das suas queixas? Por que resistem tantas dúvidas sobre o processo Casa Pia passados tantos anos?

Na passada semana, terça-feira, 26 de junho, o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH) deu em parte razão ao apresentador Carlos Cruz. Para os juízes daquela instância supranacional, a aplicação da Justiça no processo Casa Pia falhou.

O TEDH concluiu que o Tribunal da Relação de Lisboa devia ter aceitado as novas provas apresentadas por Carlos Cruz no recurso. O que não aconteceu.

LEIA MAIS: Carlos Cruz vence queixa no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem

Entre estas novas provas estavam, por exemplo, a admissão de Teresa Costa Macedo de que mentiu no ‘lançamento’ do caso Casa Pia. Foi, aliás, condenada por «crimes de falsidade de testemunho no julgamento do processo Casa Pia».

A antiga secretária de Estado para a Família entre 1980 e 1983, com a tutela da maior instituição de acolhimento do País, não tinha identificado Carlos Cruz , como dissera, em fotografias de relatórios que guardara desde aqueles anos da década de 1980.

O ponto de partida deste escândalo é o artigo «Pedofilia sem castigo», assinado pela jornalista Felícia Cabrita, no Expresso, a 23 de novembro de 2002. Dois dias depois, Carlos Silvino, ‘Bibi‘, era preso ‘para’ a televisão. A 1 de fevereiro de 2003 (01/02/03), Carlos Cruz é preso preventivamente.

‘Arrependidos’ desmentem depoimentos iniciais, afirmam terem sido pagos mentir e revelam terem sido ameaçados de morte

Em tribunal, já em julgamento, várias testemunhas que acusaram os arguidos vêm dizer que foram «pagos para acusá-los» no inquérito. Inquérito este aberto após a notícia do Expresso e a acusação de Teresa Costa Macedo na televisão.

Vários ‘arrependidos’ não só desmentem os depoimentos iniciais e afirmam terem sido pagos para mentirem, acusando Carlos Cruz, como chegam a testemunhar que receberam ameaças de morte se não o fizessem. «Disseram-me que sairia deste país com os pés para a frente.»

Na grande reportagem Casa Pia – E Agora? fazem-se todas as perguntas. Ao longo da semana, nas várias partes que ficarão online às 21h00, será possível a cada um ter a sua resposta. E formular a sua verdade.

As perguntas da reportagem Casa Pia – E agora?

Por que dá o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem razão a Carlos Cruz em parte das suas queixas? Por que vieram as testemunhas dizer que mentiram nos depoimentos iniciais e os tribunais mantiveram essas primeiras versões? Por que mentiu a denunciante do caso, Teresa Costa Macedo, condenada por crimes de falsidade de testemunho? Por que se arrependeu a jornalista Felícia Cabrita de ter noticiado o caso Casa Pia? Por que resistem tantas dúvidas sobre o processo Casa Pia, passados tantos anos?

Casa Pia – E Agora (1.ª Parte)

LEIA MAIS: Defesa de Carlos Cruz vai pedir revisão do processo

Reportagem: Luís Martins; Edição: Shawna Ashley


RELACIONADOS

CASA PIA – «E Agora?» [Grande Reportagem, 1.ª Parte]

Por que dá o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem razão a Carlos Cruz em parte das suas queixas? Por que resistem tantas dúvidas sobre o processo Casa Pia passados tantos anos?