Criança violada, queimada e forçada a viver em casota de cão é morta à pancada

Um menino de 13 anos morreu após ser violado e torturado pela própria mãe

Criança violada, queimada e forçada a viver em casota de cão é morta à pancada

Um menino de 13 anos morreu após ser violado e torturado pela própria mãe

Jeremiah Valencia, criança de 13 anos, foi violada, queimada, torturada e obrigada a viver numa casota de cão pela própria mãe, Tracy Ann Pena. O menino norte-americano acabou por ser morto à pancada pelo namorado da progenitora. Quem denunciou o caso às autoridades foi a irmã mais nova de Jeremiah. Foi a criança quem acusou Thomas Wayne Ferguson, namorado da mãe, de a agredir regularmente. O casal acabou condenado por maus-tratos infantis. A Polícia local não sabia do paradeiro de Jeremiah e foram iniciadas buscas para encontrar a criança desaparecida. O corpo do menor foi encontrado em janeiro, depois de Tracy Ann Pena ter revelado a uma reclusa onde estava localizado o corpo da criança.

LEIA DEPOIS
Adolescente agredido por apoiar Donald Trump [vídeo]

Criança estava enterrada numa campa à beira de estrada bastante movimentada

Jeremiah estava enterrado, numa campa, à beira de uma estrada bastante movimentada no estado do Novo México. O cadáver estava vestido apenas com uma fralda. Para além de ter confessado onde estava enterrado o filho, a mãe confessou também que obrigava Jeremiah a viver numa casota de cão e que este tinha sido morto à pancada pelo namorado. Apesar de o relatório da autopsia do menino ainda não ter sido revelado publicamente, o jornal Santa Fe New Mexican garante que teve acesso a uma cópia do documento e neste pode ler-se que o corpo «apresentava queimaduras em várias partes do corpo consistentes com atos de tortura e sinais de abusos sexuais repetidos».

LEIA MAIS
Aluno cai de autocarro escolar em andamento [vídeo]
Empregadas domésticas limpam casas completamente nuas

Impala Instagram


RELACIONADOS