Condenada a 17 anos e meio por matar marido em Estarreja

O esfaqueamento mortal em Estarreja foi o culminar de discussões do casal sobre alegadas traições. O crime passional ficou provado e a mulher vai cumprir 17 anos e meio de cadeia.

Condenada a 17 anos e meio por matar marido em Estarreja

Condenada a 17 anos e meio por matar marido em Estarreja

O esfaqueamento mortal em Estarreja foi o culminar de discussões do casal sobre alegadas traições. O crime passional ficou provado e a mulher vai cumprir 17 anos e meio de cadeia.

O Tribunal de Aveiro condenou ontem a 17 anos e meio de prisão uma mulher, de 46 anos, que esfaqueou mortalmente o companheiro, em Estarreja, em 15 de maio no ano passado. A acusação foi provada “sem alterações assinaláveis”, concluiu o tribunal, de acordo com a edição impressa do JN. Diante dos juízes, a arguida negou o crime, mas admitiu depois a intenção de desferir um golpe no companheiro, afirmando no entanto “que era só para assustá-lo”. Para a juíza-presidente, as versões da acusada não se afiguraram “credíveis” e acabaram de resto por serem contrariadas pelo depoimento do próprio filho do casal.

LEIA DEPOIS
Traficante foge das instalações da Polícia Judiciária de Faro

Filho testemunhou contra a mãe pelo crime cometido em Estarreja

Os 17 anos e meio de prisão são o “cúmulo jurídico das penas” por um “crime de homicídio qualificado” e outro de “violência doméstica”. A arguida foi ainda condenada a indemnizar o filho em 75 mil euros. A acusação sustentou que “após uma discussão” a arguida “dirigiu-se à cozinha para ir buscar uma faca” e, “perante o filho”, de 18 anos, “desferiu um golpe na direção do peito do ofendido”. Desde 2018 , mulher discutiu com o companheiro “quase diariamente”, “humilhou-o e rebaixou-o” e “ameaçou-o de morte”, durante desentendimentos relacionados com “alegadas relações extraconjugais deste”, acusou o Ministério Público.

LEIA AGORA
Libertada jovem presa 15 anos por assassinar traficante sexual

Impala Instagram


RELACIONADOS