Bebé resgatada no lixo está irreconhecível

As imagens de Niki, bebé que tinha apenas três meses quando foi resgatada no meio do lixo, com grave condição de hidrocefalia, correram o mundo.

Bebé resgatada no lixo está irreconhecível

As imagens de Niki, bebé que tinha apenas três meses quando foi resgatada no meio do lixo, com grave condição de hidrocefalia, correram o mundo.

A história correu o mundo. As imagens de Niki, uma bebé que tinha apenas três meses quando foi resgatada no meio do lixo, com uma grave condição de hidrocefalia, correram o mundo. Sarah era voluntária no Haiti quando conheceu a bebé, levada pela mãe a uma unidade hospitalar. Ao ver a criança percebeu que precisaria de cuidados urgentes e permanentes e pediu à mãe que a levasse com frequência ao hospital. Contudo, a progenitora nunca mais levou Niki ao médico, apesar de ter direito a consultas e acompanhamento gratuito. A voluntária acabou por regressar aos EUA, sem esquecer a menina.

LEIA DEPOIS
Mulher filmada em minissaia detida por «comportamento indecente»

Sarah voltou ao Haiti pouco tempo depois com o objetivo de encontrar a bebé e convencer a mãe a tratar a sua grave condição

Sarah voltou ao Haiti pouco tempo depois com o objetivo de encontrar a bebé e convencer a mãe a tratar a sua grave condição, que já levado a uma grave deformação da cabeça, repleta de líquido. Todavia, pouco podia fazer sem o consentimento da mãe. “Soube que a mãe tinha tentado interromper a gravidez com o consumo de diferentes substâncias tóxicas. Para além disso, tinha tentado vender Niki na República Dominicana para investigações, mas não foi aceite.

LEIA TAMBÉM
Criança de dois anos atirada para o meio de auto-estrada [vídeo]

«É terrível, mas comum no Haity tentar vender crianças com problemas às faculdades de ciência”, contou Sarah. A voluntária pediu a um padre para a acompanhar à casa da bebé para convencer a mãe a tratar a filha, mas deparou-se com um cenário chocante. “Niki estava deitada no chão completamente sozinha rodeada de lixo. Tinha 11 meses e pesava pouco mais de 25, quilos, sendo que metade do peso correspondia à retenção de líquido no crânio”.

A bebé vive desde então nos EUA com Sarah e o marido e está irreconhecível

Sarah contactou as autoridades e a bebé foi retirada da casa da mãe. A voluntária fez um pedido de adoção, aceite pelas autoridades haitianas. A bebé vive desde então nos EUA com Sarah e o marido e está irreconhecível. Foi submetida a uma intervenção cirúrgica, reduzindo o tamanho da sua cabeça e perdendo mais de 2 quilos de líquido. A qualidade de vida de Niki e o seu estado de saúde melhoraram substancialmente com o acompanhamento certo a a atenção da família adotiva.

LEIA MAIS
Jovem enfermeira morre de forma trágica na lua de mel

Impala Instagram


RELACIONADOS