Praia da Batata em Lagos interditada a banhos após análises à água

A praia da Batata, em Lagos, no Algarve, foi interditada a banhos após análises da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) terem indicado valores microbiológicos da água acima dos parâmetros de referência, informou hoje a autoridade marítima.

Praia da Batata em Lagos interditada a banhos após análises à água

Praia da Batata em Lagos interditada a banhos após análises à água

A praia da Batata, em Lagos, no Algarve, foi interditada a banhos após análises da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) terem indicado valores microbiológicos da água acima dos parâmetros de referência, informou hoje a autoridade marítima.

Praia da Batata em Lagos interditada a banhos após análises à água. Após ter recebido a informação por parte da APA a desaconselhar a prática de banhos, o capitão do Porto de Lagos deu indicações para que fosse hasteada a bandeira vermelha na praia, interditando a ida a banhos. “A bandeira vermelha foi hasteada e os nadadores-salvadores informam as pessoas e desaconselham banhos. Há sempre as pessoas teimosas que querem ir na mesma, mas essa não é a regra”, revelou à Lusa Pedro Fernandes da Palma.

Não respeitar interdição dá direito a coima

O capitão do porto realçou que “não respeitar a sinalética das praias é uma contraordenação”, podendo o cidadão ser punido com coima. O responsável adiantou que a APA está hoje a realizar a “contra-análise” e, se o resultado for dentro da normalidade, “retira-se a interdição”.

Na passada segunda-feira, a praia algarvia dos Pescadores, em Albufeira, também foi interditada a banhos após ter sido detetada a rutura de uma conduta que enviou resíduos para o mar. Foi então hasteada a bandeira vermelha. No dia seguinte, terça-feira, segundo a APA, as análises microbiológicas efetuadas à água balnear naquela praia indicaram que não havia risco para a saúde dos utentes, tendo sido levantada a interdição.

VEJA AGORA:
Covid-19: China rejeita termos da OMS para aprofundar as origens do coronavírus
Covid-19: China rejeita termos da OMS para aprofundar as origens do coronavírus
A China disse hoje que a segunda fase da investigação sobre a origem da covid-19 é “inaceitável”, depois de a OMS não ter descartado a teoria de uma fuga a partir de um laboratório (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS