Negacionistas que insultaram Gouveia e Melo arriscam 5 anos de prisão

Os indivíduos que participaram na manifestação antivacinação no passado sábado, em Odivelas, vão responder por três crimes públicos: injúria, desobediência, coação e resistência sobre funcionário.

Negacionistas que insultaram Gouveia e Melo arriscam 5 anos de prisão

Negacionistas que insultaram Gouveia e Melo arriscam 5 anos de prisão

Os indivíduos que participaram na manifestação antivacinação no passado sábado, em Odivelas, vão responder por três crimes públicos: injúria, desobediência, coação e resistência sobre funcionário.

Os indivíduos que participaram na manifestação antivacinação no passado sábado, em Odivelas, vão responder por três crimes públicos: injúria, desobediênciacoação e resistência sobre funcionário. Henrique Gouveia e Melo tinha à sua espera algumas dezenas de manifestantes que o apelidaram de “assassino” ao vice-almirante (crime de injúria), alguns não utilizando máscara apesar de estarem a menos de um metro do responsável da task force (crime de desobediência), e procurando impedir a sua entrada no pavilhão multiusos (crime de resistência e coação sobre funcionário).

O crime de injúria prevê até quatro meses e meio de prisão (agravado por se tratar de um funcionário no exercício de funções), o crime de desobediência pode dar até um ano de cadeia e o crime de resistência e coação de até cinco anos. “O obscurantismo no século 21 continua. O negacionismo é que é o verdadeiro assassino”, atirou Gouveia e Melo após ter ‘furado’ a manifestação, enquanto era insultado, vaiado e empurrado.

«Injeção carregada de grafeno», diz organizadora do protesto

O responsável da task force salientou que as “pessoas têm direito às suas opiniões, mas não têm direito a impor a sua opinião aos outros”. Quando essa opinião “é imposta já de forma violenta, deixa de ser democracia, portanto têm direto à sua opinião, têm direito a falar uns com os outros; não têm direito a empurrar, não têm direito a condicionar as pessoas e, por isso, é que eu entrei ali pela porta principal”, vincou.

Ana Desirat, uma das organizadoras do protesto, explicou à agência Lusa que o objetivo era convencer jovens a não se vacinarem já que a a vacina “é uma injeção carregada de grafeno que é utilizado só em doenças muito graves e terminais”. Importa esclarecer que nenhuma das vacinas aprovadas na União Europeia – como a Pfizer, a Moderna, a Janssen ou a AstraZeneca – contém grafeno.

LEIA AINDA
Dor de cabeça e nariz entupido. Sintomas da covid-19 mudaram, saiba o que esperar
Dor de cabeça e nariz entupido. Sintomas da covid-19 mudaram, saiba o que esperar
Os principais sintomas da covid-19 mudaram e há novos sinais a ter em atenção. Desde o início da pandemia que a ocorrência de sintomas como tosse seca persistente, perda de olfato e paladar e temperatura elevada tem deixado o mundo em alerta. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS