IRA responde a polémica: «Se andássemos encapuzados, as pessoas não abriam a porta»

IRA responde a polémica: «Se andássemos encapuzados, as pessoas não abriam a porta»

O IRA – Intervenção e Resgate Animal respondeu às acusações levantadas na reportagem transmitida pela TVI na passada quinta-feira

O IRA Intervenção e Resgate Animal esteve no telejornal da RTP desta sexta-feira, dia 16 de novembro, no direito de contraposição, após ter sido alvo de várias acusações numa reportagem da célebre jornalista Ana Leal.

LEIA MAIS: Dirigente do PAN envolvida com grupo acusado de terrorismo

A responder à TVI, um dos membros do IRA, não identificado saiu em defesa da associação. «Não andamos encapuzados. Se o fizéssemos, as pessoas não abriam as portas», afirmou.

O porta-voz garantiu que a ação da associação não correspondes à descrita pela reportagem da estação de Queluz de Baixo e que nunca atuam foram dos limites da Lei. «[As nossas ações] acontecem na presença das autoridades», reforçou.

Sobre a alegada relação com a chefe de gabinete do PAN, Cristina Rodrigues, o membro explicou que a política «não é membro do IRA». «[Cristina Rodrigues] presta serviço de advocacia, juntamente com outras duas pessoas, a titulo voluntário e pro bono», acrescentou.

O entrevistado ainda explicou que a associação não está envolvida em nenhum processo judicial e que nenhum dos seus membros foi constituído arguido.

VEJA AINDA: É contra a crueldade animal? Conheça marcas de cosmética que não testam em animais

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

IRA responde a polémica: «Se andássemos encapuzados, as pessoas não abriam a porta»

O IRA – Intervenção e Resgate Animal respondeu às acusações levantadas na reportagem transmitida pela TVI na passada quinta-feira