Covid-19: GNR encerra restaurante em Aveiro com quatro pessoas no interior

A GNR encerrou na quarta-feira um restaurante em Aveiro com quatro pessoas no interior, violando as normas em vigor para combater a pandemia de covid-19, informou hoje aquela força militar.

Covid-19: GNR encerra restaurante em Aveiro com quatro pessoas no interior

Covid-19: GNR encerra restaurante em Aveiro com quatro pessoas no interior

A GNR encerrou na quarta-feira um restaurante em Aveiro com quatro pessoas no interior, violando as normas em vigor para combater a pandemia de covid-19, informou hoje aquela força militar.

A GNR encerrou na quarta-feira um restaurante em Aveiro com quatro pessoas no interior, violando as normas em vigor para combater a pandemia de covid-19, informou hoje aquela força militar.

Em comunicado, a GNR esclarece que o estabelecimento, situado em Azurva, estava a funcionar, encontrando-se no seu interior clientes a consumir bebidas alcoólicas.

“No seguimento das diligências policiais, foi encerrado o estabelecimento, tendo sido identificado o proprietário, um homem de 67 anos, e elaborados quatro autos de contraordenação: um por violação da suspensão de atividade de prestação de serviços em estabelecimento aberto ao público e três por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário”, referiu a mesma nota.

A GNR recorda que, de acordo com as medidas impostas pelo estado de emergência face à evolução da situação epidemiológica do país, encontram-se suspensas as atividades de comércio a retalho e de prestação de serviços em estabelecimentos abertos ao público, ou de modo itinerante, com exceção daquelas que disponibilizem bens de primeira necessidade ou outros bens considerados essenciais.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.419.730 mortos no mundo, resultantes de mais de 109,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.649 pessoas dos 790.885 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AGORA
Advogado condenado em 2019 julgado por burlar banco em 350 mil euros

Carlos Calvão Teixeira, advogado que em 2019 foi condenado a seis anos de prisão por ter burlado a Caixa Geral de Depósitos em 1,3 milhões de euros, está agora a ser julgado no Tribunal de Vila Nova de Gaia. (Continue a ler aqui.)

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS