Cinco pessoas condenadas à morte pelo assassinato do jornalista Khashoggi

Um tribunal saudita condenou cinco pessoas à morte pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi em outubro de 2018. Outras três pessoas foram condenadas a penas de prisão de 24 anos.

Cinco pessoas condenadas à morte pelo assassinato do jornalista Khashoggi

Cinco pessoas condenadas à morte pelo assassinato do jornalista Khashoggi

Um tribunal saudita condenou cinco pessoas à morte pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi em outubro de 2018. Outras três pessoas foram condenadas a penas de prisão de 24 anos.

Um tribunal saudita condenou cinco pessoas à morte pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi em outubro de 2018. Outras três pessoas foram condenadas a penas de prisão de 24 anos. Segundo a BBC, o Ministério Público da Arábia Saudita descreveu a morte do jornalista como uma “operação desonesta” e acusou 11 pessoas – não identificadas – do crime.

LEIA DEPOIS
CP | Circulação na linha do Norte entre Alfarelos e Verride já foi restabelecida

Jamal Khashoggi foi assassinado no consulado da Arábia Saudita

Khashoggi, crítico do príncipe herdeiro e colunista do The Washington Post, que morava nos Estados Unidos, entrou no consulado da Arábia Saudita em Istambul, em outubro de 2018, para tratar de alguns documentos necessários para o casamento com uma cidadã turca, mas não voltou a sair.

Imprensa turca e norte-americana, tal como a CIA, suspeitam que o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman patrocinou a operação contra Jamal Khashoggi. Também a Agnes Callamard, investigadora especial para as execuções extrajudiciais, pediu que o príncipe fosse investigado, embora este tenha negado qualquer envolvimento.

LEIA MAIS
Mulher suspeita de assassinar amiga para lhe roubar o bebé

Impala Instagram


RELACIONADOS