Cavaleiro João Moura. GNR revela fotos dos cães subnutridos

Na sequência de uma investigação por maus-tratos a animais de companhia, os militares apuraram que os referidos cães se encontravam subnutridos e que não lhes eram prestados os devidos cuidados de bem estar-animal.

Cavaleiro João Moura. GNR revela fotos dos cães subnutridos

Na sequência de uma investigação por maus-tratos a animais de companhia, os militares apuraram que os referidos cães se encontravam subnutridos e que não lhes eram prestados os devidos cuidados de bem estar-animal.

A GNR revelou esta quinta-feira as fotografias dos cães do toureiro João Moura, detido ontem por maus-tratos a animais.

“O Comando Territorial de Portalegre, através do Posto Territorial de Monforte e do Núcleo de Proteção Ambiental, deteve um homem de 59 anos, no âmbito de um processo crime de maus-tratos e abandono de animais de companhia, no concelho de Monforte. Na sequência de uma investigação por maus-tratos a animais de companhia, os militares apuraram que os referidos cães se encontravam subnutridos e que não lhes eram prestados os devidos cuidados de bem estar-animal. Na sequência das diligências de investigação foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária, o que resultou no resgate de 18 cães por se encontrarem subnutridos e sem condições de salubridade. Os animais foram recolhidos pela Câmara Municipal de Monforte, para receberem cuidados veterinários. O detido foi constituído arguido e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Portalegre”, pode ler-se no site da GNR.

Ontem, data da detenção, o cavaleiro reagiu ao Blog  Farpas. “Alguns estavam magros, mas não os tratei mal”, disse.

“Agora vão instruir o processo e vai seguir para a frente. Já prestei as minhas declarações e estou em casa tranquilo e com a consciência tranquila. Não matei ninguém, não roubei ninguém, não tratei mal os meus cães”.

Filho esteve envolto em polémica em 2013

Decorria o ano de 2013 quando a Associação Animal denunciou um álbum de fotografias no Facebook do cavaleiro tauromáquico João Moura Jr. onde “uma matilha de cães ataca um vitelo”. O filho do cavaleiro João Moura veio mais tarde justificar-se através de um comunicado, onde lamentou “profundamente” o sucedido. “Sei que envergonhei todos aqueles que me acompanham e que o meu comportamento não honrou a minha profissão e o respeito pelos animais que esta exige”.

Numa nota publicada na página de Facebook da Prótoiro, João Moura Jr. esclareceu que as fotografias, que “geraram grande desconforto e mal-estar entre aficionados e não aficionados”, foram tiradas “há mais de dois anos”. “Tratou-se de uma situação isolada quando os cães entraram inadvertidamente no recinto onde estava a vaca, não se tratando de nenhuma luta de animais”.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS