Ministro do Ambiente anuncia que barragem de Fridão não vai ser construída

O Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, anunciou, esta terça-feira, que a barragem do Fridão não vai ser construída.

Ministro do Ambiente anuncia que barragem de Fridão não vai ser construída

Ministro do Ambiente anuncia que barragem de Fridão não vai ser construída

O Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, anunciou, esta terça-feira, que a barragem do Fridão não vai ser construída.

O Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, anunciou esta terça-feira, 16 de abril, no Parlamento, que a barragem de Fridão, no rio Tâmega, não vai ser construída e que «não há razões para a restituição de qualquer montante» à EDP.

«A decisão relativa a barragem do Fridão está tomada», disse o ministro, adiantando que o Ministério do Ambiente não encontra razão para construir nem para indemnizar a EDP. Segundo o ministro, houve um desinteresse por parte da EDP e que o Estado não contraria, e face a esse desinteresse, não existem razões para a restituição da verba.

A barragem de Fridão está há vários anos no Plano Nacional de Barragens, mas a construção do empreendimento tem sido sucessivamente adiada. Este empreendimento afetaria vários concelhos (Amarante, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto e Mondim de Basto).3

Esta terça-feira, a associação de defesa do ambiente GEOTA entregou no Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa uma ação popular assinada por mais de 400 pessoas contra a construção da barragem.

Os subscritores alegam «razões de natureza ambiental, mas também perdas socioeconómicas, culturais, turísticas e de lazer, bem como a ameaça de viverem sob o risco de chegada de uma onda gigante, que atingiria o centro de Amarante em 13 minutos, decorrente de um potencial colapso».

LEIA MAIS

Barragem de Fridão, não! O que se perde caso o projeto avance
Previsão do tempo para quarta-feira, 17 de abril

Impala Instagram


RELACIONADOS