Austrália. Diretor de zoo leva pandas e macacos para casa para os salvar

As operações de resgate foram planeadas pelos 15 funcionários do zoo e o próprio diretor que chegou a acolher em casa pandas e macacos raros.

Austrália. Diretor de zoo leva pandas e macacos para casa para os salvar

Austrália. Diretor de zoo leva pandas e macacos para casa para os salvar

As operações de resgate foram planeadas pelos 15 funcionários do zoo e o próprio diretor que chegou a acolher em casa pandas e macacos raros.

Duzentos animais de um pequeno zoo em Mogo, uma cidade na costa sul de Nova Gales do Sul, Austrália, foram salvos dos fogos florestais que estão a afetar o país. As operações de resgate foram planeadas pelos 15 funcionários do zoo e o próprio diretor que chegou a acolher em casa pandas e macacos raros.

LEIA DEPOIS

Austrália alerta para agravamento do risco de incêndios, milhares de turistas fogem da costa

Apesar dos pedidos de evacuação, o zoo tentou defender o local e conseguiu

Os animais de maior porte, como tigres e leões, foram mantidos em tocas, onde costumam passar a noite, e com o solo a ser regado pelos funcionários. Apesar dos pedidos de evacuação, a equipa do zoo tentou defender o local e conseguiu. «Graças à extraordinária equipa que os ama como se fossem família, conseguimos fazê-lo», revela o diretor do jardim zoológico, Chad Staples, em declarações à cadeia de televisão ABC.

«Tínhamos funcionários em cada canto a garantir que todos os animais estavam a salvo. Foi o inferno. Ainda podemos ver as chamas do lado oposto onde nos encontramos.»

Austrália autoriza retirada forçada de pessoas perante novo pico de incêndios

A chefe do Governo estadual de Nova Gales do Sul, Gladys Berejiklian, declarou esta quinta-feira, 2 de janeiro, um estado de emergência com duração de sete dias para permitir a retirada forçada de pessoas a partir de sexta-feira.

«Não tomamos esse tipo de decisão de ânimo leve, mas queremos garantir que são tomadas todas as medidas necessárias para nos prepararmos para o que pode ser um sábado horrível», explicou Berejiklian.

Vários incêndios descontrolados devastaram o sudeste do país na véspera do Ano Novo, matando oito pessoas e tornando-se no dia mais mortífero desde o início da crise. Desde setembro, os incêndios na Austrália já provocaram a morte de pelo menos 18 pessoas, mas o balanço poderá subir, já que as autoridades de Victoria avisaram hoje que há 17 pessoas desaparecidas naquele estado.

LEIA MAIS

Holanda deixa de se chamar Holanda

Impala Instagram


RELACIONADOS