Amadora. Motorista que denunciou Cláudia Simões à PSP espancado em Massamá

A vítima terá sofrido uma forte pancada na cabeça, quando fazia uma pausa no trabalho, e foi levada para o Hospital Amadora-Sintra.

Amadora. Motorista que denunciou Cláudia Simões à PSP espancado em Massamá

Amadora. Motorista que denunciou Cláudia Simões à PSP espancado em Massamá

A vítima terá sofrido uma forte pancada na cabeça, quando fazia uma pausa no trabalho, e foi levada para o Hospital Amadora-Sintra.

Um motorista da Vimeca foi hoje à noite agredido “com alguma gravidade” em Massamá, concelho de Sintra (Lisboa), disse à Lusa fonte policial. Segundo avançou o Expresso trata-se do mesmo motorista envolvido envolvido no caso que marcou as notícias esta semana envolvendo uma passageira da transportadora e um agente da PSP.

LEIA DEPOIS
Meteorologia: Previsão do tempo para sábado, 25 de janeiro

Segundo o porta-voz da direção nacional da PSP, a agressão ocorreu quando o motorista estacionou o autocarro da Vimeca na paragem de Massamá e se preparava para fazer um novo percurso. “Não houve recurso a arma branca nem de fogo, mas, sim, força física”, disse à Lusa o intendente Nuno Carocha. A PSP deslocou-se ao local e “referenciou algumas pessoas”, adiantou o porta-voz da autoridade.

De acordo com o Expresso, é o mesmo motorista envolvido no caso de Cláudia Simões, a mulher angolana de 42 anos que afirma diz ter sido detida e agredida por um agente da PSP na paragem de autocarros no  Bairro do Bosque, concelho da Amadora por, alegadamente, não ter pago bilhete relativo ao transporte da filha menor de 8 anos.

A vítima terá sofrido uma forte pancada na cabeça, quando fazia uma pausa no trabalho, e foi levada para o Hospital Amadora-Sintra, conta o Observador.

Texto: Joana Ferreira com Lusa

LEIA MAIS
Benedita Pereira está grávida de 7 meses e revela sexo e nome do bebé

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS