Alcochete: Adjunto de Jesus acusa Bruno de Carvalho de alterar hora do treino

Ex-adjunto de Jorge Jesus testemunha esta quarta-feira no Tribunal de Monsanto e desmente versão de Bruno de Carvalho

Alcochete: Adjunto de Jesus acusa Bruno de Carvalho de alterar hora do treino

Alcochete: Adjunto de Jesus acusa Bruno de Carvalho de alterar hora do treino

Ex-adjunto de Jorge Jesus testemunha esta quarta-feira no Tribunal de Monsanto e desmente versão de Bruno de Carvalho

Raúl José, adjunto de Jorge Jesus à data do ataque à Academia de Alcochete, desmentiu a versão de Bruno de Carvalho – que disse em tribunal ter sido o ex-treinador a alterar a hora do treino no dia 15 de maio – e afirmou que quem o fez, foi o ex-presidente dos leões.

LEIA DEPOIS
No ginásio, Ângelo Rodrigues mostra as pernas e a cicatriz [vídeo]

«Bruno de Carvalho mudou a hora de treino de 15 de maio. O Jorge é que marcava os treinos mas o Bruno de Carvalho sugeriu que se alterasse o treino para a tarde para dar tempo de recebermos a nota de culpa. Mas no dia não recebemos nada e íamos dar o treino», referiu Raúl José, citado pelo Correio da Manhã, esta quarta-feira, 4 de dezembro, na nona sessão do julgamento.

No reunião, que aconteceu no dia 14 de maio, o ex-adjunto revela ainda que toda a equipa técnica foi despedida. «No encontro, o presidente despediu a equipa técnica. O presidente disse que era o fim da linha. Explicou porque Jorge Jesus não podia mais ficar à frente da equipa. Estávamos todos confirmados que no dia seguinte já não íamos dar o treino. Tínhamos mais um ano de contrato».

Em dezembro de 2018, numa entrevista ao Correio da Manhã, Jorge Jesus contou a mesma versão que Raúl José.  «Quem mudou [o horário] foi ele [Bruno de Carvalho]. Agora não sei se foi com a intenção de alguma coisa.(…) Falo disto porque tenho testemunhas», conta o treinador.

Jorge Jesus reforçou que o antigo líder mentiu em tribunal e explica os argumentos que Bruno de Carvalho lhe apresentou para justificar a mudança de hora dos referidos treinos. «O treino foi alterado das dez da manhã para as quatro da tarde, porque ele disse que precisava de tempo para que fosse criada a nota de culpa para suspender a equipa técnica», esclarece.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para esta quarta-feira, 4 de dezembro

Impala Instagram


RELACIONADOS