Homem condenado a 13 anos de prisão por matar mulher que não lhe fez o almoço

Homem condenado a 13 anos de prisão por matar mulher que não lhe fez o almoço

Um homem asfixiou a mulher até morte, porque esta não estava a fazer o almoço. O casal vivia em Viana do Castelo.

Um homem, de 52 anos, foi condenado a 13 anos de prisão pelo tribunal de Viana do Castelo, por ter matado a mulher. O casal residia em Arca, em Ponte de Lima, Viana do Castelo. O caso deu-se em julho de 2017 e na altura, o homicida defendeu-se afirmando que matou a mulher por esta não lhe fez o almoço.

LEIA MAIS: Homem de 83 anos desapareceu da urgência hospitalar de Abrantes

Luís Miguel Correia confessou o crime em tribunal e mostrou-se arrependido. Ao longo do processo, o assassino revelou que ficou «tresloucado», na sequência de uma discussão em que a mulher estaria alegadamente alcoolizada.

«[Luís Miguel Correia] agiu de forma insensível, com total indiferença pela vida humana e pela relação que mantinha com a ofendida, sua mulher, e indiferente ao dever de respeito que dessa relação para si nascia quanto à mesma, relação e dever de que estava bem ciente», pode ler-se na acusação do Ministério Público a que a Lusa teve acesso.

ESPREITE AINDA: Évora: Homem mata a mulher e suicida-se

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Homem condenado a 13 anos de prisão por matar mulher que não lhe fez o almoço

Um homem asfixiou a mulher até morte, porque esta não estava a fazer o almoço. O casal vivia em Viana do Castelo.