Pessoas gastam quase 3 mil euros ao ano em produtos que acreditam melhorar a saúde

Estudo revela que as pessoas gastam qualquer coisa como 226 euros por mês em produtos de bem-estar que acreditam melhorar a saúde.

Pessoas gastam quase 3 mil euros ao ano em produtos que acreditam melhorar a saúde

Pessoas gastam quase 3 mil euros ao ano em produtos que acreditam melhorar a saúde

Estudo revela que as pessoas gastam qualquer coisa como 226 euros por mês em produtos de bem-estar que acreditam melhorar a saúde.

Existem estudos que revelam que muitos entendem que o dinheiro é um grande obstáculo para que se adote um estilo de vida saudável. Por outro lado, um trabalho recente vem dar a conhecer um dado curioso. Em média, as pessoas gastam quase três mil euros ao ano em produtos de bem-estar. E fazem-no com a ideia de que vão estar a melhorar a saúde. Esta é a principal conclusão de um estudo realizado pela OnePoll para a Vitacost.com. Ou seja, do orçamento mensal são gastos praticamente 226 euros por mês em produtos de bem-estar.

Para ler depois
Descubra quantas vezes deve fazer xixi por dia
Especialista revela quantas vezes deverá fazer xixi por dia bem como o truque para descobrir se urina de forma saudável (… continue a ler aqui)

A pesquisa contou com 2.000 adultos e 60% dos inquiridos revela mesmo que já pensou viajar distâncias maiores para encontrar produtos ainda mais saudáveis para a família. Os entrevistados referem ainda que estão a tornar-se mais saudáveis quando analisam os ingredientes saudáveis durante as compras (56%), preparam comida em casa (54%) e tomam vitaminas e suplementos todos os dias (52%). O trabalho mostra ainda aquela que é a definição de ser saudável para as pessoas. Manter um peso equilibrado para a idade é a resposta de 71% dos inquiridos. Segue-se praticar desporto com regularidade (66%), ter uma boa noite de sono de forma frequente (65%) e comer alimentos ricos em nutrientes (64%).

Parceiros e filhos são o maior incentivo para quem quer mudar de vida

Os entrevistados deram ainda a conhecer as experiências com dietas. Em média, as pessoas tentaram duas dietas no ano anterior, sendo que uma das tentativas não foi bem sucedida. Ainda que 77% defenda que seguiram “totalmente” o plano alimentar. Referem ainda que uma dieta de sucesso passa por comer mais vegetais (63%), frutas (59%) e reduzir o consumo de açúcar (55%) e hidratos de carbono (50%). Seis em cada 10 pessoas acreditam ainda ser melhor iniciar uma dieta numa data futura. Algo que permite uma preparação melhor. Sendo que 28% entende que a primavera é a melhor estação para dar início a um plano alimentar.

Por fim, 53% dos entrevistados tem planeada uma dieta para 2023. Os motivos para dar início a um plano alimentar são: reduzir o risco de vir a sofrer de problemas de saúde (57%) e perder peso (43%). Os parceiros (52%) e os filhos (46%) são as pessoas que mais influenciam os entrevistados a quererem estar no seu melhor.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Shutterstock

Impala Instagram


RELACIONADOS