Pessoas mais altas com maior risco de desenvolver cancro

Pessoas mais altas com maior risco de desenvolver cancro

Estudo refere que pessoas com mais centímetros de altura em relação à média humana podem estar a desenvolver células demasiado rápido e, por isso, contrair cancro.

Pessoas mais altas correm maior risco de desenvolver cancro com a idade. Quem diz é um estudo da Royal Society, citado pela BBC, feito sob dados de mais de um milhão de pessoas. No entanto, este risco invulgar é diminuto em relação a outros fatores e vícios das pessoas, como o tabaco.

LEIA MAIS: «Quem procura cura». Sofia Ribeiro mostra peito durante o cancro

Cada aumento de 10 centímetros  acima da média de altura usada como referência – 1,70cm para homens e 1,60cm para mulheres – há um risco acrescido de 10% que a pessoa desenvolva cancro. Este dado foi utilizado em quatro estudos de larga escala – incluindo o Million Women Study, diz a BBC – e analisado a partir de 23 tipos de cancro com pacientes no Reino Unido, Estados Unidos, Coreia do Sul, Áustria, Noruega e Suécia.

Cada estudo escolhido tinha pelo menos 10 mil casos de cancro para cada sexo  e, no final, 18 tipos de cancro foram analisados e incluídos no trabalho final. Os tumores malignos mais quer em homens, quer mulheres, são no pâncreas, esófago, estômago e boca/faringe.

A altura pode associar-se ao cancro devido uma maior produção de células no cancro, que podem tornar-se cancerígenas. Os níveis de hormonas, outras doenças e hábitos de alimentação e exercício físico diário podem influenciar também.

LEIA MAIS: Finge cancro terminal e angaria mais de 40 mil euros

«Se 50 a cada 500 mulheres de altura média (1,60cm) tiverem cancro, então cerca de 60 em cada 500 mulheres altas (1,78cm) devem ter cancro. Se você considerar uma mulher muito alta, digamos 1,88cm, espera-se que 67 a cada 500 tenham a doença», diz Leonard Nunney, autor do estudo.

No entanto, especialistas deixam a recomendação. «O aumento no risco (causado pela altura) é pequeno, e há muito o que se pode fazer para reduzir esse risco. Por exemplo, não fumar e manter um peso saudável», disse Georgina Hill, da instituição beneficente de pesquisa referida, Cancer Research UK.

«Extrapolar uma correlação entre a altura e o cancro para o fato de a altura ser uma razão para o risco maior de câncer é um salto grande. Isso seria apenas uma explicação possível. Da mesma forma, dizer que a incidência maior de cancro nos mais altos deve-se a uma taxa alta de proliferação de células, é algo dúbio. A maior parte dos tumores aparece depois do período de aumento da proliferação de células que está associado ao crescimento na infância e na adolescência», contrapõe o professor de biologia molecular da Universidade de Manchester, Andew Sharrocks.

Este estudo já gera dúvidas nas pessoas mais altas. «O que me incomoda é que outros estudos dizem que quanto mais alto você é, menos chances você tem de ter diabetes, enfartes e doenças cardíacas. Mas aí dizem que você corre mais risco de ter cancro…», referem cidadãos britânicos à BBC.

LEIA MAIS: Mude a sua sorte: 5 dicas para ganhar o Euromilhões

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Pessoas mais altas com maior risco de desenvolver cancro

Estudo refere que pessoas com mais centímetros de altura em relação à média humana podem estar a desenvolver células demasiado rápido e, por isso, contrair cancro.